Icon-economia-circular.png

Economia Circular

Melhor uso dos recursos naturais e geração de valor

Os princípios da economia circular estão no DNA do setor industrial, e a indústria brasileira adota práticas de melhor aproveitamento dos recursos naturais, para atender às demandas sociais e manter o meio ambiente equilibrado.

Imagem de lâmpada sustentável com uma ilustração de indústria
icon-economia-nas-industrias.png

Economia circular nas indústrias brasileiras

A CNI elaborou pesquisa nacional em 2019 para verificar como a economia circular vem sendo tratada pelo setor industrial.

76,4%

das empresas adotam alguma prática de economia circular

56,5%

Otimização de processos

Aperfeiçoamento dos processos produtivos para redução do desperdício de materiais

37,1%

Insumos circulares

Utilização de materiais vindos de reparos, recondicionamento, remanufatura ou reciclagem

24,1%

Recuperação de recursos

Troca de resíduos entre empresas

22,9%

Extensão da vida do produto

Ecodesign e manutenção para aumento da vida útil do produto

20%

Produto como serviço

Oferta de novos serviços a partir da utilização de um produto

16,5%

Virtualização

Substituição de ativos físicos por serviços digitais

15,9%

Compartilhamento

Disponibilização de produtos fora de uso para terceiros

icon-economia-nas-industrias.png

Onde queremos chegar

Precisamos de normas e políticas públicas que:

  • Estimulem a gestão estratégica dos recursos naturais

  • Promovam a inovação e a competitividade do setor privado

  • Incentivem a pesquisa e o desenvolvimento tecnológico

  • Fomentem a conscientização da sociedade

O Estado também pode usar seu poder de compra para estimular práticas de economia circular, como orienta a CNI na cartilha “Compras Públicas Sustentáveis”, lançada em 2020.

ODS da ONU - 8, 9 e 12
Icon-economia-circular.png

Rota de maturidade

Saiba o grau maturidade em economia circular de sua empresa

A CNI disponibiliza a ferramenta Rota de Maturidade, para que empresas façam uma avaliação e recebam um diagnóstico sobre o grau de adoção de práticas de economia circular nos seus processos e produtos.

Ao final, a empresa recebe uma série de recomendações de novos modelos de negócios e otimização dos processos produtivos. A ferramenta foi desenvolvida em parceria com o Centro de Pesquisa em Economia Circular da Universidade de São Paulo (InovaUSP) e a consultoria da UpCycle.

Acesse a Rota de Maturidade
icon-economia-nas-industrias.png

Mensagens-chave

Saiba as principais iniciativas que a CNI defende para ampliar o modelo de economia circular na indústria nacional

Incentivar a adição, retenção e recuperação de valor dos recursos.

As cadeias circulares devem ser fortalecidas, considerando a redução da informalidade e a realidade das MPEs.

Ampliar o setor de manufatura e garantir acesso ao mercado externo.

É necessário melhorar os processos, qualificar profissionais e investir na construção de infraestrutura.

Incentivar PD&I para o melhor aproveitamento de recursos.

É fundamental investir na promoção da circularidade nas organizações e nos territórios brasileiros.

Conscientizar a sociedade para o melhor uso dos recursos.

A responsabilidade deve ser ampla e colaborativa, assumida pelos diversos atores da sociedade.
industria-sustentavel-agenda-prioritaria.png
icon-economia-nas-industrias.png

Agenda prioritária

Conheça as ações prioritárias da CNI para o tema em 2024

  1. 1ª ação prioritária

    Articular junto ao governo federal os interesses do setor industrial nos projetos de leis que tratam da instituição de uma Política Nacional de Economia Circular, em elaboração no Congresso Nacional.

  2. 2ª ação prioritária

    Contribuir junto ao governo federal para a elaboração de uma Estratégia Nacional de Economia Circular que comtemple as prioridades do setor industrial.

  3. 3ª ação prioritária

    Publicar o estudo de benchmarking sobre políticas públicas internacionais e indicadores de economia circular, com o objetivo de identificar gargalos e oportunidades enfrentadas na elaboração de políticas públicas internacionais que possam corroborar com a formulação de um marco regulatório para a economia circular no Brasil.

  4. 4ª ação prioritária

    Celebrar assinatura de Acordo de Cooperação Técnica junto a Universidade de São Paulo (USP) e elaborar plano de trabalho que contemple o aperfeiçoamento da ferramenta Rota de Maturidade em Economia Circular, a organização de eventos científicos e técnicos, o intercâmbio de informações, a elaboração e aplicação de questionários e levantamento de estudos de caso.

  5. 5ª ação prioritária

    Realizar pesquisa sobre Economia Circular no setor industrial para identificar o desenvolvimento de práticas de economia circular adotadas pelas indústrias do país, bem como os desafios para essa transição.

  6. 5ª ação prioritária

    Elaborar de Guia sobre a Norma ISO de Economia Circular, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) e a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN), para subsidiar a formulação e aperfeiçoamento de políticas públicas sobre o tema, bem como qualificar a base industrial na temática.

  7. 5ª ação prioritária

    Desenvolver, em parceria com o IEL e SENAI, curso de capacitação em EAD sobre economia circular.

icon-economia-nas-industrias.png

Resultados

Confira as iniciativas realizadas pela CNI em economia circular nos últimos anos

2023
  • Realização de reuniões bilaterais com o senado federal, visando contribuir com a proposta de lei elaborada pelo legislativo para a instituição da Política Nacional de Economia Circular, PL 1874/22.
  • Criação do Grupo de Trabalho Políticas Públicas com o propósito de construir um posicionamento comum do setor industrial brasileiro sobre o conteúdo de uma Política Nacional de Economia Circular, composto por representantes de federações industriais, associações setoriais e empresas.
  • Elaboração de estudo sobre Políticas Públicas Internacionais e indicadores de circularidade com o objetivo de identificar elementos que possam ser utilizados para a formulação de uma política nacional sobre o tema.
  • Lançamento da ferramenta Rota de Maturidade em Economia Circular, que permite identificar o grau de adoção das práticas de economia circular na empresa e fornece recomendações para elaboração de planos de ação.
  • Divulgação de quatro vídeos orientativos vinculados a ferramenta Rota de Maturidade em Economia Circular, realizado em parceria com a Diretoria de Comunicação da CNI.
  • Divulgação da ferramenta em eventos realizados por federações e associações de indústria.
  • Liderança da delegação brasileira nos trabalhos do Comitê Técnico da International Organization for Standardization, ISO/TC 323, que está elaborando a Norma Internacional sobre Economia Circular.
  • Representação da América Latina e Caribe nas reuniões do Grupo de Alto Nível do Comitê Técnico de Economia Circular da ISO (ISO/TC 323) para contribuir com direcionamentos estratégicos do processo de evolução das normas.
  • Representação do Brasil na reunião plenária internacional do ISO/TC 323 que elabora a Norma Internacional sobre Economia Circular. A ocasião contou com a participação de mais de 70 países.
2022
  • Atuação no Fórum de Geração Ecológica, criado no âmbito da Comissão de Meio Ambiente do Senado Federal, para incluir o posicionamento do setor industrial sobre Economia Circular na proposta de Projeto de Lei 1874/2022, que institui a Política Nacional de Economia Circular (PNEC).
  • Desenvolvimento da versão final da ferramenta para avaliação do nível de maturidade das empresas em relação as práticas de economia circular, a Rota de Maturidade em Economia Circular.
  • Coordenação dos trabalhos da delegação brasileira em atuação no ISO/TC 323 (Comitê Técnico sobre Economia Circular), na elaboração da Norma Internacional sobre Economia Circular, com destaque para a coordenação Grupo de Trabalho que dará o norte para o desenvolvimento dos trabalhos dos demais grupos.
  • Articulação junto ao Poder Executivo, para a inclusão das cinco fichas técnicas com requisitos de sustentabilidade elaboradas pela CNI e setores industriais no processo de compras públicas sustentáveis. Os setores envolvidos foram: elétrico e eletrônico; produtos de higiene, limpeza e saneantes de uso doméstico e profissional; e papel e celulose.
2021
  • Desenvolvimento, junto à Rede de Economia Circular da Indústria, de texto base para a orientar a construção de uma Política Nacional de Economia Circular.
  • Entrega ao Poder Executivo de fichas técnicas com indicação de critérios de sustentabilidade a serem incorporados pelo gestor público nos processos de compras governamentais de produtos dos setores elétrico e eletrônico, de produtos de higiene, limpeza e saneantes, e de papel e celulose, visando a compras públicas sustentáveis. O material foi elaborado por associações setoriais em parceria com o Tribunal de Contas da União.
  • Liderança da delegação brasileira nos trabalhos do Comitê Técnico da International Organization for Standardization, ISO/TC 323, que está elaborando a Norma Internacional sobre Economia Circular, e coordenação da Comissão de Estudo Especial de Economia Circular da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT CEE/323), espelho do ISO/TC 323.
2020
  • Coordenação da Comissão de Estudo Especial de Economia Circular da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT CEE/323), espelho do Comitê Técnico de Economia Circular da International Organization for Standardization (ISO/TC 323), responsável pela elaboração da norma internacional sobre o tema.
  • Liderança da delegação brasileira na reunião internacional do ISO/TC 323, que contou com a participação de mais de 70 países.
  • Representação da América Latina e Caribe nas reuniões do Grupo de Alto Nível do Comitê Técnico de Economia Circular da ISO (ISO/TC 323).
  • Representação do Brasil na reunião de instalação do Grupo Focal sobre Economia Circular da Comissão Panamericana de Normas Técnicas (Copant).
  • Liderança dos trabalhos do Working Group 1 do Comitê ISO/TC 323, coordenado pelo Brasil, em que foi definido o primeiro rascunho da Norma Internacional sobre Economia Circular.
  • Instalação da Rede Economia Circular da Indústria.
  • Publicação da pesquisa "Economia Circular na Indústria Brasileira", inédito levantamento com abrangência nacional que traz a percepção dos empresários brasileiros sobre a importância do assunto para a indústria brasileira.
  • Finalização e divulgação das cartilhas "Compras Públicas Sustentáveis" e "ABNT NBR ISO 20400 – Compras Sustentáveis".
  • Realização da live Compras Sustentáveis.
  • Divulgação da versão em inglês da publicação "Economia Circular: Caminho Estratégico para a Indústria Brasileira".
  • Realização de duas palestras no Enai 2020: Economia Regenerativa como Oportunidade para as Empresas Brasileiras, com a especialista Lorraine Smith, e a apresentação do caso Flex Brasil: Gerando Benefícios Econômicos, Sociais e Ambientais por meio da Economia Circular, com o vice-presidente da empresa, Leandro Santos.
2019
  • Negociação junto à International Organization for Standardization (ISO) a partir de do documento Economia Circular: Oportunidades e Desafios para a Indústria Brasileira, da CNI, para elaboração da Norma Internacional sobre Economia Circular. A CNI coordena a Comissão de Estudo Especial de Economia Circular da ABNT, que vai definir posicionamentos do Brasil para elaboração da norma.
  • Realização da pesquisa Economia Circular na Indústria Brasileira, levantamento inédito, com abrangência nacional, que traz a percepção dos empresários brasileiros sobre a importância do assunto para a indústria nacional.
  • Realização do encontro Economia Circular e a Indústria do Futuro, evento que contou com a participação de cerca de 350 representantes industriais para debater sobre a adoção de princípios de circularidade e o desenvolvimento de novos mercados e cadeias produtivas para a indústria do futuro.
  • Lançamento do roadmap Economia Circular: Caminho Estratégico para a Indústria Brasileira, documento que propõe iniciativas para o aprimoramento de políticas públicas; aumento do investimento em PD&I; identificação de fontes de financiamento, e posicionamento da indústria brasileira no mercado.
  • Realização do talkshow Modelos de Negócios Inovadores para a Economia Circular, no 8º Congresso Brasileiro de Inovação, para compartilhar experiências empresariais sobre aproveitamento máximo de recursos por meio de novos modelos de negócios.
icon-economia-nas-industrias.png

Iniciativas das federações e associações de indústrias

Conheça o que as federações e associações de indústria têm realizado em relação à economia circular

Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG)

+

Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP)

+

Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN)

+

Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast)

+

Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee)

+
icon-economia-nas-industrias.png

Estudos e análises

icon-economia-nas-industrias.png

Vídeos sobre economia circular

Contato

Utilize o e-mail ao lado para entrar em contato com a área de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Confederação Nacional da Indústria

✉️ [email protected]
topo