Grupo de Trabalho
das Indústrias sobre
Saúde Suplementar

O SESI e a CNI coordenam o Grupo de Trabalho da Indústrias sobre Saúde Suplementar (GTSS), que reúne empresas para debater a qualidade da assistência em saúde no Brasil, principalmente sobre os planos de saúde empresariais coletivos.

Topo.jpg

Objetivos

O GTSS foi criado em resposta a demandas das indústrias levantadas durante Think Tank em Saúde Suplementar, em março de 2017.

Prancheta 1.png
Melhoria da atenção à saúde

Prancheta 2.png
Manutenção do benefício da saúde suplementar

Prancheta 4.png
Controle dos custos pelas indústrias contratantes

2º Seminário Internacional SESI
de Saúde Suplementar

O 2º Seminário Internacional SESI de Saúde Suplementar foi realizado em 24 de setembro de 2019, em São Paulo, para debater o papel das empresas contratantes de planos de saúde na transformação do sistema de saúde.

No evento, foram apresentadas experiências internacionais bem-sucedidas em relação à mudança do modelo de prestação de serviços de saúde baseado em volume (quantidade de procedimentos) para serviços baseados em valor (melhor saúde e menores custos).

Linhas de atuação

Prancheta 13.png

Integração de dados


O acesso a dados de saúde dos beneficiários dos planos coletivos empresariais permite melhores tomadas de decisão por parte do trabalhador, do setor de saúde, do judiciário e, principalmente, das empresas, que poderão fazer a prevenção de doenças recorrentes e contratar planos mais eficientes.

Prancheta 14.png

Atenção primária à saúde


A assistência integrada, com foco na prevenção e na promoção da saúde, previne casos de complicações, atendimentos emergenciais e doenças crônicas não transmissíveis. Esse modelo de assistência tem menor custo e garante maior qualidade no serviço e sustentabilidade financeira.

Prancheta 15.png

Contratação de valor
.


Adotar requisitos e critérios mínimos para contratação de planos de saúde e prestadores pelas empresas industriais e pelos trabalhadores pode diminuir os custos, trazer benefícios para a saúde das pessoas e gerar impacto positivo na qualidade do serviço, com foco em assistência integrada.

Prancheta 16.png

Gestão de tecnologias de saúde


As tecnologias em saúde adotadas como procedimentos mínimos cobertos pelos planos de saúde devem ser mais bem avaliadas em relação entre sua efetividade e custo. Aperfeiçoar esse processo evita a realização de procedimentos caros com baixo benefício para a saúde do trabalhador.

Prancheta 17.png

Remuneração baseada em valor


A lógica de remuneração, atualmente, é baseada no número de procedimentos feitos e não no resultado obtido no tratamento. O modelo de remuneração baseada em valor age como barreira para a realização procedimentos em excesso, sem relação positiva comprovada entre resultados e custos.

Prancheta 18.png

Mecanismos regulatórios e legais


Normas e leis bem estruturadas estimulam prestadores de serviço em saúde, empresas e trabalhadores a exercerem de uma melhor forma seus direitos e deveres no sistema de saúde, com foco na eficiência dos serviços e na melhoria da qualidade de vida das pessoas.

Contato

* Os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios
topo