logo-atuacao-internacional-uninter-cni-sesi-senai-iel-sistema_industria198x54 (1).png
brasil-mini.png
bandeira-do-reino-unido.png

NOTÍCIAS

27 de Junho de 2018 às 13:48

Vídeo sobre Prestação de Serviços internacionais do SENAI à WorldSkills Rússia

Sem título 42.png

Um grupo de 34 competidores e instrutores da Rússia passou três semanas no Brasil recebendo treinamento do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI). O motivo? Eles querem conquistar medalhas na maior competição de profissões técnicas do mundo, a WorldSkills 2017, em Abu Dhabi, em outubro. Para isso, estão trabalhando para adquirir o máximo de conhecimento possível. O SENAI foi contratado pela Rússia para treinar sua delegação após a equipe brasileira ser a grande campeã, entre 59 países, na última edição, em 2015.

A preparação da delegação russa para a WorldSkills é feita em três etapas. Em novembro do ano passado, o SENAI enviou sete consultores à Rússia para fazer o diagnóstico da infraestrutura existente e das competências técnicas dos treinadores e dos competidores. Neste ano, de 13 de março a 7 de abril, o grupo passou por treinamento em seis centros de referência da instituição: em Bauru (SP), Brasília, São Paulo, Joinville (SC), Caxias (RS) e Guaporé (RS). Neste mês de maio, os consultores do SENAI retornarão à Rússia para mais três semanas de preparação técnica, comportamental e física. No país, outros três integrantes da delegação serão treinados, completando um grupo de 37 pessoas. A preparação envolve competidores e instrutores de sete ocupações: Mecatrônica, Eletrônica, Web Design, Design Gráfico, Joalheria, Manufatura Integrada e Tecnologia da Moda.

 

Os russos buscam melhorar posições no ranking da WorldSkills em Abu Dhabi. No último torneio, a Rússia não conseguiu nenhuma medalha. Mas o grande objetivo é repetir o feito da delegação do Brasil, treinada pelo SENAI, de ser campeã em casa. Em 2019, a competição ocorrerá na Rússia, na cidade de Kazan.

Por Aerton Guimarães e Helayne Boaventura

Imagens: José Paulo Lacerda

Da Agência CNI de Notícias