SESI Cozinha Brasil
www.cni.org.br

http://cni.org.br/noticias/123465978

Dicas

Ter uma alimentação saudável no dia a dia é mais simples do que se imagina. Para começar, nada melhor do que ter um número variado de receitas saudáveis para inserir na rotina. O Cozinha Brasil ensina a preparar os alimentos de forma saudável e sem desperdício.

Por meio da combinação de sabores e de novas formas de preparo da comida, o programa desenvolve cardápios nutritivos e de baixo custo, aproveitando todas as partes dos alimentos, como cascas e talos.

Conversamos com a supervisora do Cozinha Brasil no Distrito Federal, a nutricionista Fernanda Gomes Carvalho da Silva, que também deu dicas de como as empresas podem cuidar da alimentação dos seus funcionários. Confira a seguir.

O que é o Programa SESI Cozinha Brasil?

 

É um programa de educação nutricional que ensina a aproveitar todas as partes dos alimentos nas receitas diárias. O objetivo é combater o desperdício e inserir na alimentação dos brasileiros cascas, talos, sementes e todas as partes que normalmente vão para o lixo. Isso é feito em cursos nas unidades móveis do Cozinha Brasil, que vão até as empresas, onde são ministrados cursos gratuitos.

Quais os benefícios de utilizar talos, cascas e sementes na alimentação?

 

Alguns alimentos possuem mais nutrientes nessas partes do que nas que comumente utilizamos. Muitos não sabem que é nas cascas das frutas que encontramos o maior número de fibras, que funcionam como uma vassourinha no nosso organismo.

Elas fazem a limpeza de tudo o que está em excesso como gordura e açúcar. São as fibras que auxiliam na diminuição do colesterol e também na prevenção e combate da diabetes. Utilizando os alimentos integralmente evitamos doenças cardiovasculares, hipertensão e obesidade.

Quais os benefícios que as empresas têm ao oferecer aos seus trabalhadores aulas do Cozinha Brasil?

 

As empresas ganham um funcionário que rende mais. Melhorando a qualidade da alimentação é inevitável que o rendimento do funcionário aumente, pois alguns nutrientes ajudam a melhorar a criatividade, a atenção e a disposição física.

O trabalhador tende a aceitar facilmente a proposta do Cozinha Brasil?

 

Não. A maioria das pessoas chega ao curso com um preconceito em utilizar esses recursos, mas como passamos uma semana ensinando receitas e dando a opção de degustar, elas acabam cedendo. Quem concluir as 10 horas de curso ganha um livro com 100 receitas que irão auxiliar o trabalhador na hora de colocar a mão na massa.

Como deve ser o ambiente onde os funcionários comem?

 

Em primeiro lugar, ele deve ser tranquilo, livre de qualquer coisa que possa desviar a atenção da comida. O trabalhador tem que saber o que está comendo, porque senão pode comer a mais e não mastigar direito, além de se saciar mais rápido do que deveria.

O ambiente também deve ter um espaço reservado para higiene pessoal, com pia, sabão e toalhas. As rampas onde são expostas as comidas devem estar na temperatura correta para cada alimento. É importante também que as mulheres prendam o cabelo quando vão comer.

Outra dica importante é evitar ficar falando em cima da comida. Quem estraga a comida, na maioria das vezes, é o próprio consumidor.

Como a empresa pode trabalhar para conscientizar seus trabalhadores que é importante ter uma alimentação saudável?

 

É importante primeiro saber como os funcionários da empresa se comportam, se é comum comerem coisas saudáveis, se estão acima do peso etc. Para isso, o SESI tem o projeto Indústria Saudável, no qual especialistas vão até a empresa e fazem exames para verificar como está a saúde dos funcionários.

Depois de ver como seus funcionários estão, a empresa decide que meio irá utilizar para conscientizá-los. O SESI também dispõe de palestra sobre Qualidade de Vida e consultoria para elaboração de cardápio para restaurantes de empresas.

Não importa o meio, o mais importante é que a empresa e o trabalhador tenham consciência da importância de uma alimentação saudável.