Arte cinética


Na década de 1960, começou suas incursões no campo da arte cinética, fazendo objetos com ímãs, eletroímãs, motores e por gravidade. Utilizando apenas a magia da eletricidade estática, criou a série de Excitables, trabalho que o projeto na arte cinética internacional.

Voltou a morar em Fortaleza em 1980, onde trabalhou em projetos de arte pública, como esculturas monumentais na paisagem urbana da cidade, que hoje abriga cerca de quarenta obras suas. Sérvulo Esmeraldo recebeu o Prêmio de Melhor Escultor em 1983, pela Associação Paulista de Críticos de Arte.

Em 2011, a Pinacoteca do Estado de São Paulo faz uma retrospectiva da obra do artista. Com diversas exposições realizadas e participação em importantes salões, bienais e outras mostras coletivas no Brasil e no exterior, sua obra faz parte do acervo dos principais museus do país e de coleções públicas e privadas. Em fevereiro de 2017, faleceu em Fortaleza, aos 87 anos.