www.cni.org.br

http://cni.org.br/noticias/123465978

Mapa Estratégico da Indústria 2013-2022

O Mapa Estratégico da Indústria 2013-2022 aponta o caminho que a indústria e o Brasil devem percorrer na próxima década para aumentar os níveis de produtividade e eficiência e alcançar um elevado grau de competitividade, respeitando os critérios de sustentabilidade.

Resultado dos debates e das contribuições de 520 pessoas, entre empresários, executivos, acadêmicos e presidentes de associações nacionais setoriais e federações de indústrias, o Mapa identifica os dez fatores chave para a competitividade brasileira, que podem ser classificados em quatro grupos.


Grupo1Na base de tudo temos a educação. Uma sociedade educada é essencial na construção de instituições e de um ambiente favoráveis aos negócios. A educação também é o principal insumo para a inovação.

grupo2A seguir, estão elementos ligados ao ambiente de atuação da indústria, que criam condições favoráveis aos demais fatores. São eles ambiente macroeconômico, eficiência do Estado, segurança jurídica e desenvolvimento de mercados.

Grupo3O terceiro grupo impacta diretamente os custos de produção e dos investimentos, influenciando as condições de oferta. São eles a tributação, o financiamento, as relações do trabalho e a infraestrutura.

Grupo4Por fim, tem-se o fator-chave inovação e produtividade, ligado às competências da empresa industrial.



A seleção dos fatores chave considerou os desafios e as oportunidades proporcionados à indústria pelas novas tendências mundiais, como o rápido crescimento dos países emergentes, os avanços tecnológicos e a mudança do clima.  Também avaliou as transformações recentes do país, como a expansão do mercado interno, as mudanças no perfil da população e o deslocamento da produção para o interior do país.

Mapa_mini
Para cada fator chave, o Mapa aponta uma macrometa, que é o principal resultado a ser alcançado até 2022, e o indicador, cuja evolução mostrará se o país e a indústria estão no caminho da competitividade com sustentabilidade. Os fatores chave se dividem em temas prioritários e objetivos, que indicam as respostas aos principais obstáculos ao desenvolvimento brasileiro.

O Mapa Estratégico da Indústria 2013-2022 também propõe ações transformadoras, capazes de fazer com que o país alcance os objetivos traçados. A proposta é que o Brasil chegue a 2022, ano em que se comemora o bicentenário da Independência, com  uma economia mais competitiva e mais justa.

Essa nova edição do Mapa revisa e atualiza os objetivos, metas e programas do Mapa Estratégico 2007-2015, que a CNI apresentou à sociedade em abril de 2005.

 


Conheça os dez fatores do Mapa Estratégico da Indústria 2013-2022:


SAIBA MAIS:



NOTÍCIA RELACIONADA

21.05.2013 - CNI apresenta as metas para desenvolver a indústria até 2022
21.05.2013 - Mapa Estratégico pode subsidiar propostas dos candidatos às eleições de 2014


EDIÇÃO ANTERIOR
Apresentado em abril de 2005, o Mapa Estratégico da Indústria 2007-2015 foi resultado de um cuidadoso trabalho do Fórum Nacional da Indústria que se estendeu por mais de seis meses e mobilizou cerca de 300 representantes empresariais de 60 entidades. O documento foi construído com base no modelo de gestão Balanced Scorecard, da Harvard University, nos Estados Unidos, que permite o acompanhamento sistemático e periódico dos indicadores e metas traçados pela indústria.

Para ter acesso ao documento completo, bem como aos relatórios que avaliam o desempenho do país anualmente, acesse a página especial do Mapa Estratégico da Indústria 2007-2015.