www.cni.org.br

http://cni.org.br/noticias/123465978

Diretoria de Desenvolvimento Industrial

A Diretoria de Desenvolvimento Industrial (DDI) formula e acompanha estratégias e projetos para a expansão da indústria no mercado interno e para a inserção da indústria brasileira no cenário internacional. É responsável pela coordenação de ações nas áreas de políticas industriais, desenvolvimento de mercados, reformas institucionais para reduzir a burocracia e facilitar o comércio exterior, além de coordenar o orçamento da CNI e acompanhar o plano de ação da entidade.

Em sua estrutura, a DDI coordena nacionalmente a Rede Brasileira dos Centros Internacionais de Negócios (Rede CIN). Desde 1998, a Rede CIN trabalha pela internacionalizaçãode empresas brasileiras e agrega conhecimentos e competências aos 27 Centros Internacionais de Negócios, com sede nas federações estaduais de indústria e do Distrito Federal. Nas federações, as empresas têm acesso a produtos e serviços direcionados à sua atuação no mercado internacional.

O principal evento empresarial da indústria brasileira, o Encontro Nacional da Indústria (ENAI) também é de responsabilidade da DDI. O ENAI conta com a presença de ministros, empresários e líderes de entidades representativas dos mais diversos setores do Brasil. Participam, também, entidades governamentais e acadêmicas interessadas em refletir e discutir ações para o fortalecimento da indústria.
 
Em outra linha de ação, a Diretoria de Desenvolvimento Industrial busca fortalecer o associativismo entre os empresários e o relacionamento com as federações de dndústrias.

A DDI é composta pela diretoria do escritório da CNI em São Paulo, pelas gerências-executivas de Comércio Exterior (COMEX), Negociações Internacionais (Negint) e de Política Industrial (GEPI) e pela gerência de Desenvolvimento Associativo (GDA).

 

Diretoria CNI - São Paulo

 

A unidade apoia as ações e os projetos da CNI em São Paulo.

Principais atribuições:

  • Fortalecer as redes empresariais, a imagem da instituição e o relacionamento com as associações empresariais e as federações de indústrias;
  • Coordenar as ações com o objetivo de ampliar o relacionamento do Sistema Indústria com seus públicos de interesse;

  • Coordenar e acompanhar a elaboração e execução dos eventos e reuniões do Sistema Indústria em São Paulo;

  • Subordinada à Diretoria da CNI São Paulo está a Gerência-Executiva de Desenvolvimento de Produtos Digitais.

Gerência-Executiva de Desenvolvimento de Produtos Digitais

 

Principais atribuições:

  • Planejar, coordenar, desenvolver e gerir produtos digitais para as entidades nacionais que compõem o Sistema Indústria alinhados às boas práticas de mercado e tendências de inovação com foco em resultado;

  • Manter o Sistema Indústria atualizado com as tendências do mercado digital;

  • Atuar como consultor para as diferentes áreas da organização, auxiliando e apontando as melhores práticas e soluções que o meio digital permite, oferecendo soluções mais eficientes e adequadas às demandas;

  • Entregar produtos digitais.

Gerência-Executiva de Comércio Exterior (Comex)

 

A Comex visa garantir a oferta de serviços de apoio à internacionalização e de relações internacionais para as empresas industriais brasileiras; defender seus interesses junto ao governo brasileiro e aos governos e setores privados estrangeiros, inclusive por meio da diplomacia empresarial; e simplificar, modernizar e reformar a política e as instituições do comércio exterior para facilitar a atuação dessas empresas no mercado internacional.

Principais atribuições:
  • Organizar e realizar encontros empresariais com as contrapartes da CNI no exterior;

  • Organizar e realizar receptivos de delegações governamentais e empresariais estrangeiras;

  • Apoiar, organizar e realizar missões oficiais e empresariais;

  • Organizar e realizar eventos internacionais, incluindo briefings, seminários e workshops;

  • Representar a CNI junto ao corpo diplomático em Brasília e às embaixadas, consulados, missões e escritórios oficiais do Brasil no exterior;

  • Elaborar o planejamento e orçamento anuais dos processos e projetos sob sua responsabilidade;

Gerência de Serviços de Internacionalização

 

  • Coordenar a elaboração e realizar a gestão estratégica da Rede de Centros Internacionais de Negócios (Rede CIN) das federações de indústrias dos 26 estados e do Distrito Federal;

  • Elaborar propostas e realizar ações, no âmbito da Rede CIN, para harmonizar e aprimorar os serviços de apoio à internacionalização oferecido pelas federações de indústrias;

  • Identificar e realizar ações para capturar oportunidades de cooperação técnica, tecnológica e financeira para o desenvolvimento de projetos, programas e parcerias com as federações de indústrias, inclusive em conjunto com outras unidades do Sistema Indústria;

  • Negociar e gerir convênios e acordos de cooperação com entidades parceiras nos governos e setores privados brasileiro e estrangeiro, inclusive em conjunto com outras unidades do Sistema Indústria;

  • Elaborar, estruturar, implantar e gerir ferramentas e sistemas de comércio exterior, incluindo a certificação de origem digital e o sistema de admissão e exportação temporária de bens.

Gerência de Política Comercial

 

Principais atribuições:

  • Definir estratégias, elaborar propostas e realizar ações para estabelecer, estruturar, participar e secretariar mecanismos bilaterais do setor privado-setor privado e setor privado-governo;

  • Apoiar a atuação dos escritórios de defesa de interesses da indústria no exterior;

  • Monitorar a legislação, regulação, política e instituições do comércio exterior brasileiro e do comércio internacional;

  • Elaborar estudos e propostas para simplificar, modernizar e reformar a legislação, regulação, política e instituições do comércio exterior brasileiro e do comércio internacional;

  • Realizar ações de defesa de interesses junto ao governo e ao setor privado brasileiros para simplificar, modernizar e reformar a legislação, regulação, política e instituições do comércio exterior brasileiro.

Gerência-Executiva de Negociações Internacionais (Negint)

 
Principais atribuições:
  • Defender os interesses da CNI junto ao governo e propor recomendações em negociações de acordos de comércio e investimentos, em âmbito bilateral ou multilateral;

  • Atuar como secretaria-executiva do Conselho Permanente Temático de Integração Internacional (Cointer), do Fórum de Empresas Transnacionais (FET) e da Coalizão Empresarial Brasileira (CEB), intermediando suas interlocuções com o governo e levantando propostas para apoiar os interesses da indústria acordos internacionais;

  • Propor e defender políticas para aumentar a competitividade dos investimentos brasileiros no exterior, especialmente nas áreas tributárias, de financiamento, diplomacia econômica e acordos internacionais;

  • Acompanhar as mudanças nas normas brasileiras relacionadas à defesa comercial propondo recomendações de políticas e monitorar negociações bilaterais ou na OMC sobre o tema;

  • Propor alteração de políticas para aprimorar a tributação sobre exportação e importação de serviços e acompanhar as negociações internacionais sobre o tema;

  • Divulgação de conhecimento para o setor industrial, órgãos de governo, academia e sociedade em geral por meio da publicação de análises, estudos, periódicos e artigos sobre os temas de atuação da área de Negociações Internacionais;

  • Acompanhar as discussões sobre barreiras não tarifárias nos diversos fóruns de negociação e incentivar a celebração de Acordos de Reconhecimento Mútuo (ARMs);

  • Monitorar as negociações comerciais no mundo, sobretudo dos parceiros mais estratégicos para o Brasil e também os “mega acordos”.

Gerência-Executiva de Política Industrial (Gepi)

 

Principais atribuições:

Política Industrial
  • Avaliar e formular propostas de políticas para o desenvolvimento da indústria brasileira, com foco no fortalecimento e desenvolvimento tecnológico de cadeias produtivas;

  • Estudar e propor políticas e ações para estimular o aumento da produtividade de empresas industriais.

Micro e Pequenas Empresas
  • Elaborar estudos, subsidiar decisões e ações estratégicas, além de avaliar e desenvolver propostas de políticas públicas com foco no desenvolvimento e no crescimento das micro e pequenas empresas industriais;

  • Promover a competitividade empresarial por meio de programas e projetos de desenvolvimento;

  • Promover ações que facilitem o acesso de micro e pequenas empresas ao crédito.

Propriedade Intelectual
  • Elaborar estudos e informações, subsidiar decisões e ações estratégicas, avaliar e desenvolver propostas de políticas para aprimorar o marco regulatório da propriedade intelectual no Brasil visando estimular a inovação na indústria e difundir o tema no ambiente empresarial e sociedade.

Conselhos Temáticos

A Gepi é responsável pela secretaria-executiva dos seguintes Conselhos Temáticos Permanentes da CNI:
  • Copin – Conselho de Política Industrial e Desenvolvimento Tecnológico
  • Compem – Conselho da Micro e Pequena Empresa
  • Coagro – Conselho da Agroindústria

Gerência de Desenvolvimento Associativo

 

A gerência organiza e executa as atividades do Programa de Desenvolvimento Associativo, instrumento da CNI e das federações de indústrias criado para fortalecer a representação sindical empresarial da indústria, assim como melhorar o ambiente de negócios do país e ampliar a competitividade das empresas.

O programa é desenvolvido em duas frentes: o Avança Sindicato, cujo foco das atividades é promover melhorias nas estruturas e nos serviços dos sindicatos; e o Associa Indústria, parceria com o Sebrae, que oferece palestras e cursos de capacitação para empresários.

Avança Sindicato

Principais atribuições:

  • Orientar e elaborar ferramentas para estruturação, planejamento e gestão dos sindicatos;

  • Aprimorar a comunicação e o relacionamento do sindicato com a base empresarial;

  • Apoiar projetos inovadores das federações e sindicatos para promoção do associativismo.

Associa Indústria

Principais atribuições:
  • Promover cursos voltados para o cotidiano das empresas, como legislação ambiental, tributária e trabalhista;

  • Promover encontros entre líderes empresariais.

Coordenação de Orçamento e Planejamento da CNI

 


A Diretoria de Desenvolvimento Industrial conta também com a Coordenação de Orçamento e Planejamento da CNI, responsável pelo processo de construção e monitoramento das carteiras de projetos e orçamento da CNI, pela condução do processo de preparação do ENAI, em parceria com as outras diretorias da CNI, do Fórum de Executivos da CNI e das federações das industriais que tem por objetivo promover o fortalecimento do Sistema Indústria por meio da integração, ampliação da representatividade e sustentabilidade de sindicatos, federações e entidades do Sistema.