http://portaldaindustria.com.br/agenciacni/

Notícias

14 Dez 2016

Reforma do ensino médio aprovada pela Câmara é caminho para que mais jovens tenham acesso à educação profissional

SENAI e SESI avaliam como positiva aprovação da Medida Provisória 746/2016, especialmente em relação à inclusão da formação técnica no currículo regular; instituições esperam que texto seja aprovado pelo Senado

Lucchesi participou de audiência pública na Câmara dos Deputados sobre a reforma
O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e o Serviço Social da Indústria (SESI), instituições administradas pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), avaliam como positiva a aprovação da Medida Provisória 746/2016 pela Câmara dos Deputados nessa terça-feira (13). O Sistema Indústria considera especialmente relevante a inclusão de conteúdo voltado à formação técnica no currículo do ensino médio, o maior avanço promovido pelo texto aprovado pelos deputados. É um caminho para que mais jovens tenham acesso à educação profissional.

A valorização da educação profissional promovida pelo texto é essencial para o Brasil. O país precisa ampliar o acesso à formação técnica, que permite uma carreira bem sucedida e valorizada. “No Brasil, temos atualmente 11% de desemprego na população aberta e, entre jovens, está acima de 25%. Investir em educação profissional é uma estratégia muito importante para o jovem que busca o primeiro emprego. O curso de educação profissional é o caminho mais rápido para se inserir no mercado de trabalho”, avalia o diretor-geral do SENAI e superintendente-geral do SESI, Rafael Lucchesi, que também é diretor de Educação e Tecnologia da CNI.

O investimento em carreiras técnicas é medida indispensável para o Brasil acompanhar o movimento global de surgimento das novas cadeias de valor e do uso cada vez mais intenso de tecnologias digitais nos processos produtivos. O país precisa de trabalhadores educados e bem formados que saibam utilizar os equipamentos, criar soluções para os problemas do dia a dia, adaptar processos e produtos e desenvolver inovações.

O Sistema Indústria avalia ainda que é extremamente relevante permitir aos estudantes optar por diferentes trajetórias de estudo e aprofundamento em áreas específicas, como ocorre na maioria das nações desenvolvidas. “O ensino médio nos principais países tem uma lógica diversificada e flexível pelo entendimento de que essa etapa é de transição, que encaminha uma parte dos jovens para a universidade e outra para o mundo do trabalho. No Brasil, tínhamos um sistema rígido. A mudança promovida neste momento vai ao encontro do que se faz de mais avançado no mundo, em convergência com os sistemas educacionais mais modernos”, afirma o diretor-geral do SENAI.

A alteração do sistema educacional promovida pela MP 746 também é uma forma de permitir que os estudantes aprofundem o estudo de ciências, matemática e linguagens, essenciais para o exercício da cidadania e a atuação competente no mercado de trabalho. “A atual reforma do ensino médio é uma oportunidade singular para garantirmos que os nossos estudantes vão aprender o que é fundamental para suas vidas como cidadãos e profissionais”, afirma Lucchesi.

O SENAI e o SESI esperam que o texto seja aprovado pelo Senado no prazo de validade da Medida Provisória.

Foto: Miguel Ângelo / CNI
Da Agência CNI de Notícias

 

SISTEMA INDÚSTRIA NAS REDES SOCIAIS

CNI: Facebook | Twitter | Instagram | Google Plus | LinkedIn | Youtube | Soundcloud
SENAI: Facebook | Twitter | Instagram | Spotify | Youtube
SESI: Facebook | Youtube | LinkedIn
IEL: Facebook | Twitter | Instagram | LinkedIn


Comentários