http://portaldaindustria.com.br/agenciacni/

Notícias

17 Mar 2016

Produção e emprego na indústria caem em fevereiro, mostra CNI

A utilização da capacidade instalada continua no piso histórico, em 62%. Pessimismo dos empresários para os próximos seis meses se reduz

A atividade e o emprego na indústria tiveram nova queda em fevereiro. Enquanto o índice da evolução da produção assinalou 42,2 pontos, o indicador de evolução do número de empregados registrou 42,8 pontos. Os índices variam de zero a cem pontos e valores abaixo dos 50 pontos indicam retração da atividade e do emprego. As informações são da pesquisa Sondagem Industrial, divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta quinta-feira (17).

Em fevereiro, a indústria operou, em média, com 62% da capacidade instalada e se manteve no piso da série histórica. Na comparação com fevereiro de 2015, o percentual ficou 4 pontos percentuais menor.

Os estoques permaneceram no nível planejado, cujo índice foi de 49,7 pontos, em torno da linha dos 50 pontos. As grandes empresas continuaram com estoques acima do planejado em fevereiro, com índice de 54,2 pontos. “Embora acima da linha divisória, o índice é menor que o registrado em fevereiro de 2015”, destaca o documento.


PESSIMISMO
– Embora o pessimismo tenha se reduzido na comparação com fevereiro, as perspectivas dos empresários em março para os próximos seis meses continuam negativas.  Enquanto o índice de expectativa de demanda subiu de 45,6 pontos para 46,9 pontos no período, o de compras de matérias-primas foi de 43,6 pontos para 45,2 pontos. As perspectivas para o número de empregados melhoraram de forma mais lenta: subiu de 42,1 pontos, em janeiro, para 43 pontos, em fevereiro. Como os indicadores estão abaixo dos 50 pontos, as perspectivas são de queda na demanda, na compra de matérias-primas e no emprego.

Os empresários estão confiantes apenas em relação ao aumento das vendas externas. O índice de expectativa de quantidade exportada, embora tenha recuado 0,9 ponto em março frente a fevereiro, continua acima dos 50 pontos, ao registrar 52,6 pontos.

Esta edição da Sondagem Industrial foi feita entre 1º e 10 de março com 2.391 empresas, das quais 1.023 são pequenas, 837 são médias e 531 de grande porte. O levantamento identifica o desempenho passado e as tendências futuras da indústria brasileira, o que permite o acompanhamento da evolução recente do setor e dos sentimentos dos industriais.

SAIBA MAIS - Acesse a página da Sondagem Industrial para conhecer os detalhes do estudo.

Por Maria José Rodrigues
Da Agência CNI de Notícias

 

SISTEMA INDÚSTRIA NAS REDES SOCIAIS

CNI: Facebook | Twitter | Instagram | Google Plus | LinkedIn | Youtube | Soundcloud
SENAI: Facebook | Twitter | Instagram | Spotify | Youtube
SESI: Facebook | Youtube
IEL: Facebook | Twitter | Instagram | LinkedIn

 

Comentários