PROPRIEDADE INTELECTUAL

NOTÍCIAS

11 de Abril de 2013 às 20:20

Renda Irlandesa de Divina Pastora, em Sergipe, recebe indicação geográfica

Selo abre o comércio internacional para renda

A renda Irlandesa, feita tradicionalmente no município de Divina Pastora, há 39 km de Aracaju, é considerada Patrimônio Cultural e Material Brasileiro, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e mais uma vez a renda recebe o reconhecimento. Dessa vez a arte das rendeiras passou a ser comercializada com selo de Indicação Geográfica (IG).

O certificado garante a procedência e qualidade dos produtos. Com o selo a renda agora vai ter um reconhecimento internacional. Segundo o diretor do Sebrae era um reconhecimento a  muito tempo desejado.

“Nós entramos com um processo a parceria entre Sebrae, Prefeitura de Divina Pastora e a Associação de Desenvolvimento da Renda Irlandesa, em novembro de 2008 e foi nesse ano que começamos a catalogar todo o processo de documentação necessária para requer a Identificação Geográfica”, explica Emanuel Sobral, diretor técnico do Sebrae .

Selo também abre o comércio internacional para renda. “A Indicação Geográfica agrega valor a obra. Ela é uma ferramenta coletiva comercial e atesta que só em Divina Pastora essa renda é fabricada, atesta também a qualidade dos produtores e artesãos de Divina Pastora, além de abrir o mercado internacional”.

Selo será entregue nesta quinta-feira (11), as 19 horas, no Museu da Gente Sergipana.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

* Matéria publicada em 11/04/2013