PROPRIEDADE INTELECTUAL

NOTÍCIAS

25 de Fevereiro de 2015 às 23:00

Projeto de inovação na indústria têxtil terá apoio de R$ 1,2 milhão do BNDES

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes) contratou financiamento de R$ 1,17 milhão às empresas Texlab – Soluções e Comércio de Produtos Têxteis Ltda, de São Paulo, e Kanzo Comércio e Indústria de Confecções Ltda, de Iturama (MG), ambas do Grupo Renata Iwamizu. Os recursos destinam-se ao desenvolvimento e fortalecimento de inovações aplicadas à indústria têxtil.
A operação acontece no âmbito do Programa Bndes de Sustentação do Investimento (Bndes PSI), subprograma Inovação e Máquinas e Equipamentos Eficientes. Os recursos correspondem ao valor total a ser investido no projeto, que contempla duas linhas principais de investimento: propriedade intelectual e implantação de laboratório de inovações.

Os investimentos em propriedade intelectual contemplam o depósito de patente e registro de marca, em vários países, do Moovexx. Trata-se de uma solução inovadora para cós e cinto, que proporciona mais conforto no vestir.

O laboratório de inovações, por sua vez, será instalado nas dependências da Texlab na capital paulista, em um espaço reformado com área de 180 m², onde poderão ser desenvolvidos novos produtos e aplicações. O espaço será organizado de modo a permitir a geração de idéias, com arquitetura favorável à metodologia do Design Thinking.

Entre os méritos da presente operação, está o de dinamizar uma indústria empregadora de mulheres, sobretudo em um município de população inferior a 40 mil habitantes (Iturama), com economia baseada na plantação de cana-de-açúcar. O apoio também possibilita a geração de propriedade intelectual nacional aplicada ao setor têxtil.

Fundada em 2003, a Kanzo desenvolve e comercializa bermudas e calças direcionadas ao público masculino adulto, especialmente em jeans e sarja. Os produtos levam a marca própria Kanzo e são comercializados nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

* Disponível em http://www.monitormercantil.com.br/index.php?pagina=Noticias&Noticia=166433&Categoria=CONJUNTURA