PROPRIEDADE INTELECTUAL

NOTÍCIAS

19 de Abril de 2013 às 17:38

Produtores de vinho dos Altos Montes (RS) obtêm certificação de origem

Medida delimita área de produção, mantendo os padrões locais, e protege os produtores

O Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi) oficializou nesta quinta-feira (18/4), o registro de Indicação Geográfica (IG) para o vinho produzido nos municípios de Flores da Cunha e de Nova Pádua, localizados na região dos Altos Montes no Rio Grande do Sul. O Ministério da Agricultura lembra que a certificação de origem foi concedida em dezembro do ano passado, com apoio da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

O governo esclarece que a certificação é uma ferramenta de desenvolvimento rural que protege o consumidor e o produtor, pois delimita a área de produção, mantendo os padrões locais e impede que outros fabricantes utilizem de maneira indevida o nome da região em produtos ou serviços. "É uma oportunidade de ampliar o mercado, garantido emprego e renda", destaca o secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo (SDC), Caio Rocha.

O Ministério da Agricultura lembra que a primeira IG nacional registrada no Brasil foi a do Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul. Segundo o governo, desde o reconhecimento da região do Vale dos Vinhedos, em 2001, houve diversos avanços na região, como a valorização das propriedades agrícolas, melhoria do padrão tecnológico, maior oferta de empregos, atração de novos investidores e reconhecimento de mercado. Hoje, outros produtos, como os cafés especiais, também têm certificação de origem.

Com informações do Mapa

 

* Matéria publicada em 19/04/2013