PROPRIEDADE INTELECTUAL

NOTÍCIAS

9 de Maio de 2014 às 09:37

96% dos pedidos de marcas já são feitos pela Internet

Nas últimas semanas, subiu de 76% para 96% a parcela de pedidos de marca enviados ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi) pela Internet. O aumento é resultado da última versão do sistema e-Marcas, que permite o envio de pedidos de registro com uma especificação de produtos ou serviços de livre preenchimento. Antes, pedidos desta natureza só podiam ser apresentados em papel.

A partir dessa atualização, mais pedidos contarão com as vantagens do depósito eletrônico: custos menores, menos exigências formais e menor tempo de espera até a publicação.

Segundo informações do Inpi,  está em fase final a edição de um novo Manual de Marcas, que consolidará em documento único as Diretrizes de Análise, o Manual de Procedimentos e o Manual do Usuário. Além de facilitar o acesso à informação, o documento aumentará a transparência e uniformidade de aplicação dos critérios e procedimentos de exame de pedidos de registro e petições de marca. A publicação do Manual no Portal do INPI está prevista para o mês de junho.

Sobre o sistema

O e-Marcas é um sistema eletrônico para solicitar serviços de marcas ao Inpi. Com ele, os interessados poden depositar um pedido de registro ou petições de marcas pela internet. Para acessar o sistema, é necessário o mesmo login e senha utilizado para acessar o sistema de Guia de Recolhimento da União (GRU).

Para solicitar o serviço, é necessário um número de uma GRU válida, que deverá estar paga antes do envio do formulário eletrônico. O e-Marcas está em sua versão 2.0..

Para mais informações, acesse o atual Manual do usuário, em que constam as instruções relativas ao acesso, preenchimento e envio dos formulários eletrônicos. Não se esqueça de pagar a GRU antes de enviar um pedido ao Inpi.

Capacitação em Propriedade Intelecutal

Interessados em aprofundar os conhecimentos sobre a Propriedade Intelectual podem participar, de 28 a 30 de maio, o curso “Busca de literatura técnica especializada em propriedade intelectual e inovação: subsídios para os núcleos de inovação tecnológica (NITs)”, promovido pelo Inpi. As aulas serão ministradas na sede do Instituto, no Centro do Rio de Janeiro (RJ). Para se inscrever, acesse este link.

As inscrições são gratuitas, estão abertas e podem ser feitas até 16 de maio ou até o preenchimento das 25 vagas disponíveis. O curso tem como objetivo capacitar profissionais para a busca de fontes de informação especializadas em matéria de propriedade intelectual (PI), como subsídios para os processos de gestão dos núcleos.

Fonte:
Instituto Nacional da Propriedade Industrial

* Disponível em http://www.brasil.gov.br/ciencia-e-tecnologia/2014/05/96-dos-pedidos-de-marcas-ja-sao-feitos-pela-internet