NOTÍCIAS

31 de Outubro de 2017 às 12:40

FIEB - Sindicatos trocam experiências em defesa de interesses

Publicada em 19/10/2017 pela FIEB

As experiências exitosas de dois sindicatos industriais na defesa de interesses foram compartilhadas nesta quinta-feira, 19.10, na Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), durante o do Bate-papo Sindical. Líderes e executivos de sindicatos empresariais da indústria baiana participaram do evento, promovido pela FIEB, em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), como parte das ações do Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA).

 

Líderes e executivos de sindicatos empresariais da indústria baiana participaram do evento. Foto: Valter Pontes / Coperphoto / Sistema FIEB.

A atuação do Sindicato das Indústrias Químicas, Farmacêuticas e da Destilação e Refinação de Petróleo no Estado do Ceará (Sindquímica-CE) para a implantação de dois polos industriais em municípios da Região Metropolitana de Fortaleza foi apresentada no encontro. Um dos polos, do segmento farmacêutico, voltado para empresas de tecnologia da saúde, será instalado no município de Eusébio. O outro, voltado para o segmento químico, com obras em fase de terraplenagem, será implantado no município de Guaiuba e deve reunir 24 indústrias.

O presidente do sindicato, Marcos Soares, explicou a importância dos empreendimentos para o setor e como beneficiará as indústrias. “Esse modelo é uma espécie de condomínio de indústrias, onde as empresas instaladas irão compartilhar a infraestrutura de áreas comuns e logística, o que vai proporcionar a redução de custos para as empresas”, destacou, acrescentando que o sindicato também buscou parcerias com governos municipal e estadual, além de instituições como Fiocruz, Federação das Indústrias do Ceará, Sebrae e Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado do Ceará para a implantação dos polos industriais.

Já as ações do Sindsabões-BA na representação do setor foram apresentadas pelo empresário Juan Lorenzo, presidente do sindicato, que conta com 43 empresas associadas. Lorenzo pontuou que o sindicato tem buscado ampliar a articulação institucional com órgãos reguladores, como a Anvisa e o Inema; governamentais e de apoio ao setor, a exemplo do Sistema FIEB, Sebrae e CNI.

Ações para a aproximação comercial e geração de negócios no setor também estão no foco das iniciativas do sindicato, que realizou, em julho, em parceria com o Sindicosmetic-BA, a primeira edição do ExpoTech Saneantes & Cosméticos, em Salvador. Outra iniciativa neste sentido é o TechLab, que será promovido em janeiro, com o objetivo de trazer tecnologias desenvolvidas por grandes indústrias de especialidades químicas, além de capacitar os formuladores de produtos das indústrias baianas. “Para micro, pequenas e médias empresas esse tipo de evento faz a diferença, pois é uma oportunidade de estar em contato com essas tecnologias e inovações”, explica.