NOTÍCIAS

19 de Outubro de 2017 às 12:37

Sindicatos participam de capacitação no Modelo de Atuação Articulada na FIBRA

A primeira atividade da segunda fase do Modelo de Atuação Articulada no DF foi a capacitação e a reciclagem dos agentes de mercado, executivos e líderes sindicais.

Publicada em 10/10/2017 pelo site da FIBRA

Está em andamento o segundo ciclo do Modelo de Atuação Articulada entre as áreas Sindical e de Mercado do Sistema Fibra. O projeto, de iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), visa a estabelecer parâmetros para harmonizar a relação entre as áreas. O objetivo é ampliar o papel dos sindicatos na oferta de soluções do Sistema às indústrias e a atuação dos agentes de mercado no estímulo ao associativismo.

Os dez sindicatos filiados à Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra) participarão. A inclusão deles nas atividades está sendo gradativa. A primeira fase do projeto, de implantação, foi executada de 15 de maio a 18 de agosto e envolveu quatro entidades: o Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico do Distrito Federal (Simeb-DF), o Sindicato das Indústrias de Alimentação de Brasília (Siab), o Sindicato das Indústrias Gráficas do Distrito Federal (Sindigraf-DF) e o Sindicato das Indústrias do Vestuário do Distrito Federal (Sindiveste-DF). 

Em visitas a empresas desses quatro segmentos, agentes de mercado do Sistema Fibra, líderes e executivos sindicais ouviram as principais necessidades do negócio e buscaram, de forma conjunta, soluções para os desafios encontrados.

Capacitação e reciclagem

A primeira atividade da segunda fase do Modelo de Atuação Articulada no DF foi a capacitação e a reciclagem dos agentes de mercado, executivos e líderes sindicais. O encontro foi na segunda-feira (9), no edifício-sede da Fibra. Na abertura, o diretor de Relações do Trabalho e Apoio Sindical da Federação, Fernando Japiassu, destacou a relevância do trabalho integrado. “É importante que os sindicatos conheçam os serviços oferecidos pelo Sistema Fibra e se apoderem deles. Mais do que representar o setor, devemos fornecer orientações e benefícios e contribuir para o desenvolvimento das empresas.”

Capacitação de Incorporação do Projeto Modelo de At Art

Dividida em duas etapas, a segunda fase tem previsão de término em maio de 2018. No primeiro momento, participam, além do Simeb-DF, do Siab, do Sindigraf-DF e do Sindiveste-DF, o Sindicato das Indústrias da Madeira e do Mobiliário do Distrito Federal (Sindimam-DF), o Sindicato da Indústria de Artefatos de Concreto e Cimento Armado do Distrito Federal (Sindarcon-DF) e o Sindicato das Indústrias Fabricantes e de Reparação ou Manutenção de Máquinas, Aparelhos e Equipamentos Industriais, Elétricos e Eletrônicos do Distrito Federal (Sindeletro-DF).

A segunda etapa, de fevereiro a maio, contemplará os sindicatos já citados e mais o Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-DF), o Sindicato da Indústria da Informação do Distrito Federal (Sinfor-DF) e o Sindicato das Indústrias de Beneficiamento, Moagem, Torrefação e Fabricação de Produtos Alimentares de Origem Vegetal do Distrito Federal (Sindigrãos-DF).

A metodologia aplicada na segunda fase é a mesma utilizada anteriormente: visitas às empresas em busca de soluções. A satisfação dos sindicatos participantes da primeira fase foi de 92%. Eles avaliaram o nível de compartilhamento de informações entre os envolvidos.

Na avaliação do presidente do Sindigraf-DF, entidade que participa do projeto desde o início, esse trabalho conjunto contribui para o desenvolvimento de todo o setor produtivo: “O interessante é que possibilita que as empresas não apenas conheçam o sindicato, mas que tenham acesso a tudo o que a Federação, o Sesi, o Senai e o IEL podem oferecer. Temos uma base com representação forte e isso tem de ser usado a favor do desenvolvimento da nossa indústria”, afirma Pedro Henrique Verano.

Texto: Aline Porcina
Imagens: Moacir Evangelista
Assessoria de Comunicação do Sistema Fibra