NOTÍCIAS

30 de Junho de 2017 às 13:23

FIBRA e sindicatos atuam na expansão do associativismo empresarial

Durante a oficina, Amir Kauss ressaltou aos presentes que o desafio desta ação é o convencimento dos empresários que, aderindo ao aos sindicatos, eles são mais fortes e tem muitos benefícios. 

Publicada em 08/06/2017 pela FIBRA

 

projeto inovador fibra sistema

Os últimos anos têm sido desafiadores para os empresários brasileiros, devido ao conturbado cenário econômico e político nacional. A partir deste contexto, inovar e se reinventar tem sido os grandes mantras dos empresários. Entre as muitas maneiras de driblar esses percalços, o associativismo pode ser uma das formas mais eficazes de fortalecimento do setor industrial. Essa foi a mensagem passada pelo consultor Amir Ben Kauss, durante a palestra que fez a líderes sindicais e presidentes de sindicatos filiados à Federação das Indústrias do DF (Fibra), nesta terça-feira (6/6), na sede da entidade.  

Atento à realidade local, a Fibra, por meio da Diretoria de Relações do Trabalho e Apoio Sindical, planejou e iniciou a execução do projeto inovador “Aprimoramento das competências dos líderes e executivos em enquadramento sindical e benefícios do sistema indústria”, ligado ao Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA). Essa é uma ação pioneira no país que vai ajudar os empresários locais a conseguir mais associados, dando suporte em questões como o enquadramento sindical das atividades econômicas (CNAE e convenções coletivas) e benefícios oferecidos pelo sistema confederativo industrial.

“Estamos vivendo um dos momentos mais desafiadores pelo qual passa o Sistema Confederativo e, diante deste novo cenário, os sindicatos precisam estar preparados e ter novos argumentos para fortalecer e ampliar sua base de representatividade. Esse projeto vem nessa linha. Vamos ajudar a preparar os sindicatos para enfrentar um dos seus maiores problemas, que é a correta classificação dos CNAE’s. A classificação incorreta tem trazido impactos negativos na base e na arrecadação. Além disso, vamos atuar fortemente na propagação dos produtos e serviços de ofertados por cada sindicato”, explica Amir.

Por meio da capacitação dos líderes e executivos dos sindicatos, a Federação pretende levar aos empresário diversas informações, entre elas: os riscos de uma empresa proceder o incorreto enquadramento sindical; a percepção das diferenças entre as convenções coletivas dos sindicatos filiados em comparação às convenções de outros segmentos econômicos; além dos benefícios ofertados pelo sistema confederativo industrial às empresas pertencentes às bases representadas pelos sindicatos industriais, com apresentação do portfólio dos produtos do Sistema Fibra.

Fernando Japiassu, diretor de Relações do Trabalho e Apoio Sindical, explica que que o projeto surgiu a partir de demanda dos sindicatos filiados que têm, cada vez mais, a necessidade de ampliar sua base associada. “Temos que desenvolver os sindicatos para que melhor possam atender as demandas das empresas e desenvolver o setor industrial do DF. As reformas que estão em curso vão ajudar, mas o empresário precisa enxergar em nós uma oportunidade para desenvolver seu negócio”, sinaliza Japiassu. 

Durante a oficina, Amir Kauss ressaltou aos presentes que o desafio desta ação é o convencimento dos empresários que, aderindo ao aos sindicatos, eles são mais fortes e tem muitos benefícios. “Os sindicatos empresariais precisam ter uma visão estratégica de negócio. O que é feito vai além da defesa de interesse. O sindicato oferece soluções para os problemas das empresas, com cursos, palestras e serviços. E vale lembrar que a dificuldade do empresário também é oportunidade do sindicato”, completa.

PDA e os Projetos Inovadores

O Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA) é um instrumento da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e das Federações de Indústria para fortalecer a representação sindical empresarial, a fim de aprimorar sua atuação na defesa de um ambiente de negócios favorável à competitividade da Indústria e ao crescimento sustentado do País. É composto pelos programas Associa Indústria, Avança Sindicato e Projetos Inovadores.

A escolha dos projetos inovadores é feita com base, principalmente, no critério de promoção do associativismo e os projetos aprovados recebem aporte da CNI,  por meio do PDA. Cada estado pode indicar até dois projetos e 10 foram selecionados para serem executados em 2017, entre eles o apresentado pela Fibra. 

Texto: Marcus Fogaça

Foto: Cristiano Costa/Sistema Fibra

Assessoria de Imprensa da Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra)