Boa Prática

10/11/2015

Início > APL DE POLPAS, SUCOS DE FRUTAS E ÁGUA DE COCO DO RN

APL DE POLPAS, SUCOS DE FRUTAS E ÁGUA DE COCO DO RN

Sindicato: Sindicato das Indústrias de Polpas, Sucos e Derivados não Alcóolicos de Frutas Tropicais do Estado do Rio Grande do Norte(Sindifrutas/RN)

Presidente do sindicato: Ricardo Valença

Mandato: 10/2012 a 10/2016

Federação: FIERN

Início de execução da prática: 7/2009
Fim de execução da prática: Até hoje

Raio-X da prática

O Arranjo Produtivo Local de Polpas, Sucos de Frutas e Água de Coco do Estado do Rio Grande do Norte reúne cerca de 60 indústrias representadas, das quais 28 são associadas ao Sindifrutas/RN e atuam de forma articulada e colaborativa, por meio da participação no Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias (Procompi)
Em duas diferentes edições, realizadas em 2009 e 2013, quase 100% das empresas associadas ao Sindifrutas/RN já participaram das ações do programa, que visa a melhoria da qualidade dos produtos, segurança dos alimentos, capacitação empresarial e de colaboradores, e o consequente aumento da produtividade das empresas participantes.


Como surgiu a ideia

Por se tratar de uma das mais importantes cadeias produtivas do Estado do Rio Grande do Norte, o Arranjo Produtivo do de Polpas, Sucos de Frutas e Água de Coco surgiu da articulação do Sindifrutas/RN, em meados do ano de 2008.
Já havia, à época, a percepção do Governo do Estado e de outros atores institucionais, de que a grande dispersão e relevância econômica desse segmento deveriam ser tratados de forma mais estruturada, à luz de políticas e programas setoriais continuados. A oportunidade culminou com a candidatura do Sindifrutas/RN ao Procompi que viria a ser aprovado na última chamada de projetos ocorrida em 2008.


Como fazer acontecer

O programa envolveu uma série de atividades de consultoria e capacitação organizadas em uma extensa carga horária, superior a 2000 horas, em que se realizaram ações como:
• Consultoria em Segurança Alimentar – implantação e manutenção do Programa de Boas Práticas de Fabricação – BPF e do Sistema de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle – APPCC
• Consultoria em Custos e Formação de Preços – Instrutoria com 4h de aula teórica e 12h de consultoria in loco para as empresas participantes do projeto
• Consultoria em Planejamento Estratégico – instrutoria com 4h de aula teórica; realização de 02 encontros presenciais, por empresa, com duração de 2h cada encontro, visando a construção dos planos estratégicos
• Construção dos Planos de Manutenção Preventiva – capacitação dividida em 6 módulos, com 4h de duração cada, com o intuito de desenvolver competências profissionais em planejamento e controle da manutenção de equipamentos.


Principais resultados

Em sua segunda edição, realizada no ano de 2013, das 14 empresas participantes, seis obtiveram percentual de conformidade em Boas Práticas de Fabricação (BPF) e uma empresa se tornou apta a receber a declaração de conformidade no Sistema e de Análises de Perigo e Pontos Críticos de Controle (APPCC).

Quatro empresas foram classificadas em condição intermediária de desempenho, com percentual de atendimento entre 70 e 90% dos requisitos exigidos pelo programa, o que as torna aptas à obtenção do atestado de melhoria de processo e a novo pedido de auditoria, caso sejam realizadas as melhorias indicadas no manual de Boas Práticas de Fabricação (BPF).


Termômetro da boa prática

Complexidade: alta
Investimento: médio
Retorno institucional: alto
Contribuição para a competitividade: alta


Resultado

Quase 100% das 28 empresas associadas ao Sindifrutas/RN já participaram de ações de capacitação e consultoria do “Procompi Frutas”, que tem representado importante melhoria nas práticas de produção das indústrias associadas e no acesso a novos mercados.


Saiba mais

Se você tem interesse em obter mais informações sobre a boa prática, entre em contato com o sindicato.

Sindicato das Indústrias de Polpas, Sucos e Derivados não Alcóolicos de Frutas Tropicais do Estado do Rio Grande do Norte(Sindifrutas/RN)/RN: sindifrutas@fiern.org.br