Boa Prática

10/11/2015

Início > CENTRO DAS INDÚSTRIAS PRODUTORAS E EXPORTADORAS DE MADEIRA DO ESTADO DE MATO GROSSO (CIPEM)

CENTRO DAS INDÚSTRIAS PRODUTORAS E EXPORTADORAS DE MADEIRA DO ESTADO DE MATO GROSSO (CIPEM)

Sindicato: Sindicato das Indústrias Madeireiras e Moveleira do Noroeste de Mato Grosso (Simno/MT)

Presidente do sindicato: Roberto Rios

Mandato: 11/2014 a 11/2017

Federação: FIEMT

Início de execução da prática: 3/2013
Fim de execução da prática: Até hoje

Raio-X da prática

Com o objetivo de atuar de forma articulada pelo fortalecimento do setor, os oito sindicatos empresariais de base florestal criaram o Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (Cipem). A instituição incentiva a produção sustentável e o consumo consciente de madeira e seus subprodutos, respeitando a legislação vigente. Trabalha também para desmistificar a imagem do setor florestal, transformando-o de "vilão" em "guardião" da floresta.

Fundado em 2004, com intensa articulação do Simno/MT, o Cipem abrange todos os municípios produtores de madeira nativa de Mato Grosso.


Como surgiu a ideia

O Cipem teve origem na percepção dos sindicatos de base florestal de que, unidos numa única instituição, teriam mais força para propor e negociar com órgãos do governo de Mato Grosso medidas benéficas ao setor.

A partir de então, o Simno/MT e os demais sindicatos utilizaram modelos adotados por outros setores industriais como referência para a formação do Cipem.


Como fazer acontecer

Além do envolvimento dos oito sindicatos do setor, a atuação da FIEMT foi também estratégica para a fundação do Cipem. Entre 2004 a 2007, o Cipem foi mantido com recursos dos oito sindicatos e da Federação. Em novembro de 2007, após anos de negociação com o governo do estado, a Lei Estadual 8.745 instituiu o Fundo de Apoio à Madeira (Famad), que passou a ser a principal fonte de receitas do Cipem.

A diretoria do Cipem é eleita a cada dois anos e sua equipe técnica é composta por um diretor executivo, dois assessores administrativos e um assessor de comunicação.

A atuação do Centro está fortemente vinculada à divulgação do manejo florestal sustentável e ao apoio à sua adoção pelas empresas do setor. O lema do Cipem - "A madeira é nosso negócio, manter a floresta viva é nossa missão!" - traduz bem essa preocupação.


Principais resultados

Um dos resultados da atuação do Cipem na defesa do setor de base florestal de Mato Grosso foi a adequação da Instrução Normativa 21/2013 do Ibama, que estabeleceu novos procedimentos para o Documento de Origem Florestal (DOF). O DOF é uma licença eletrônica obrigatória para o transporte, beneficiamento, comércio, consumo e armazenamento de produtos florestais de origem nativa. Caso não houvesse a adequação, a IN poderia inviabilizar a operação de indústrias que lidam com espécies como a garapeira e o ipê.

Além da articulação com o governo para proposição de outras medidas de interesse setorial, o Cipem tem contribuído para a capacitação da mão de obra das indústrias, o desenvolvimento técnico e tecnológico e o acesso a novos mercados. O impacto dessas ações se reflete no aumento da competitividade das indústrias representadas.


Termômetro da boa prática

Complexidade: alta
Investimento: médio
Retorno institucional: alto
Contribuição para a competitividade: alta


Resultado

O Cipem teve origem na percepção dos sindicatos de base florestal de que, unidos numa única instituição, teriam mais força para propor e negociar com órgãos do governo de Mato Grosso medidas benéficas ao setor.


Saiba mais

Se você tem interesse em obter mais informações sobre a boa prática, entre em contato com o sindicato ou com a FIEMT.

Sindicato das Indústrias Madeireiras e Moveleira do Noroeste de Mato Grosso (Simno/MT)/MT: simno@brturbo.com.br

FIEMT: pda.ueda@fiemt.com.br