Boa Prática

10/11/2015

Início > POLO QUÍMICO INDUSTRIAL

POLO QUÍMICO INDUSTRIAL

Sindicato: Sindicato das Indústrias Químicas, Farmacêuticas e da Destilação e Refinação do Petróleo do Ceará (Sindquímica/CE)

Presidente do sindicato: Marcos Soares

Mandato: 11/2012 a 11/2016

Federação: FIEC

Início de execução da prática: 2/2013
Fim de execução da prática: Até hoje

Raio-X da prática

Resultado de negociação entre o Sindquímica/CE e a prefeitura de Guaiuba, a criação do Polo Industrial Químico foi formalizada em abril de 2015, com a assinatura de um protocolo de intenções.

Localizado na região metropolitana de Fortaleza, o município sediará o empreendimento, que contará com 47 hectares de área construída. As obras do Condomínio estão em andamento e abrigarão 24 indústrias associadas ao Sindquímica/CE.

Como contrapartida ao investimento da prefeitura de Guaiuba, as indústrias comprometeram-se a contratar mão-de-obra local para ocupar os cerca de 2 mil postos de trabalho a serem criados.


Como surgiu a ideia

A ideia de criar o Polo Industrial Químico nasceu da dificuldade das indústrias do setor, situadas em Fortaleza, de expandir suas unidades fabris, dada a limitação do espaço físico disponível.

Foi então que o Sindquímica/CE iniciou o planejamento de missões técnicas a municípios vizinhos. A cada missão, o grupo de empresários visitava opções de espaço e negociava com as prefeituras locais condições que favorecessem a instalação do Polo. Esse processo levou mais de um ano e resultou na escolha de Guaiuba.


Como fazer acontecer

Para que pudesse conduzir o processo de criação do Polo Industrial Químico da melhor forma, o primeiro passo do Sindquímica/CE foi levantar as necessidades das indústrias que desejavam participar do empreendimento. Com base nesse levantamento, foi possível estimar a dimensão do empreendimento e elaborar os argumentos que balizariam a negociação com as prefeituras.

Vencida essa etapa, o sindicato iniciou a realização das missões técnicas aos municípios vizinhos. Após a escolha de Guaiuba como sede do Polo, foi necessária a contratação de uma consultoria jurídica para elaboração do protocolo de intenções.

No atual estágio, as indústrias participantes estão investindo na elaboração dos projetos de suas plantas, as quais devem observar padrões pré-definidos, uma vez que o projeto prioriza o uso de energias limpas e o compartilhamento de áreas comuns, como refeitório e salas de treinamento.


Principais resultados

O caráter pioneiro do projeto no estado do Ceará, por si só, tem produzido forte repercussão institucional para o Sindquímica/CE e estimulado a associação de novas indústrias.

A principal conquista do Sindquímica, contudo, é ter sido capaz de unir as indústrias do setor na realização desse projeto que certamente terá grande impacto econômico e social.


Termômetro da boa prática

Complexidade: alta
Investimento: alto
Retorno institucional: alto
Contribuição para a competitividade: alta


Resultado

O caráter pioneiro do projeto no estado do Ceará, por si só, tem produzido forte repercussão institucional para o Sindquímica/CE e estimulado a associação de novas indústrias. A principal conquista do Sindquímica, contudo, é ter sido capaz de unir as indústrias do setor na realização desse projeto que certamente terá grande impacto econômico e social.


Saiba mais

Se você tem interesse em obter mais informações sobre a boa prática, entre em contato com o sindicato ou com a FIEC.

Sindicato das Indústrias Químicas, Farmacêuticas e da Destilação e Refinação do Petróleo do Ceará (Sindquímica/CE)/CE: quimica@sfiec.org.br

FIEC: lucia@sfiec.org.br