Boa Prática
Início > ESTRATÉGIA DE NEGOCIAÇÃO COLETIVA

ESTRATÉGIA DE NEGOCIAÇÃO COLETIVA

Sindicato: Sindicato das Indústrias de Material Plástico de Manaus (Simplast/AM)

Presidente do sindicato: Celso Zilves

Mandato: 11/2014 a 11/2017

Federação: FIEAM

Início de execução da prática: 10/2008

Raio-X da prática

A estratégia do Simplast/AM para negociar as convenções coletivas do setor envolveu a criação de uma estrutura de governança específica para este fim.
Nesse sentido, constituiu uma Comissão de Negociação, formada por três profissionais, sem vínculo direto com as indústrias associadas. Essa Comissão se reporta ao Comitê de Negociação, constituído por dez representantes de indústrias associadas, escolhidos em Assembleia Extraordinária. O Comitê tem a prerrogativa de, se necessário, alterar os limites e condições de negociação pré-estabelecidos para a negociação do setor.


Como surgiu a ideia

Para monitorar as constantes oportunidades e ameaças que envolvem setor, o Simplast/AM conta com um Grupo de Gestão Estratégica. Esse Grupo também é responsável por analisar os anseios e as demandas das empresas associadas e, posteriormente, apresenta-los ao Conselho de Gestão Estratégica, composto por dois representantes de cada segmento que integra o sindicato: injeção plástica, filme plano, PET e isopor.
Com o desgaste gradual gerado pelas negociações coletivas, a demanda pela criação de governança específica para esse processo foi identificada pelo Grupo e aprovada pelo Comitê de Gestão Estratégica.


Como fazer acontecer

A Comissão de Negociação é composta por três profissionais: o diretor executivo do Simplast/AM, um assessor técnico e um assessor jurídico. O assessor jurídico desempenha um importante papel, pois devido à sua formação acadêmica e profissional, utiliza técnicas de negociação e mediação de conflitos que facilitam a condução das discussões com o sindicato laboral.
No processo de negociação, a interação do Simplast/AM com o sindicato laboral envolve tantas reuniões quanto forem necessárias, a fim de minimizar as ameaças de paralização das atividades por parte dos trabalhadores do setor.
Após cada reunião, a Comissão de Negociação elabora relatório para o Comitê de Negociação, que então avalia o contexto e autoriza eventuais modificações nos parâmetros.


Principais resultados

A criação desse mecanismo de governança possibilitou ao Simplast/AM estabelecer melhor relacionamento com o sindicato laboral. Como resultado, a proposta inicial de negociação apresentada pelo sindicato laboral passou ser mais aderente à realidade das indústrias, reduzindo a tensão nas relações de trabalho.
Desde a implantação da Comissão e do Comitê de Negociação Coletiva, em 2008, o número de indústrias associadas ao Simplast/AM cresceu 15%, apesar da diminuição de número total de indústrias do setor instaladas em Manaus.


Termômetro da boa prática

Complexidade: alta
Investimento: baixo
Retorno institucional: alto
Contribuição para a competitividade: alta


Resultado

A criação desse mecanismo de governança possibilitou ao Simplast/AM estabelecer melhor relacionamento com o sindicato laboral. Como resultado, a proposta inicial de negociação apresentada pelo sindicato laboral passou ser mais aderente à realidade das indústrias, reduzindo a tensão nas relações de trabalho.


Saiba mais

Se você tem interesse em obter mais informações sobre a boa prática, entre em contato com o sindicato ou com a FIEAM.

Sindicato das Indústrias de Material Plástico de Manaus (Simplast/AM)/AM: diretor.executivo@simplast.org

FIEAM: dampi@fieam.org.br