Boa Prática

20/11/2017

Início > LABORATÓRIO DE ANÁLISE QUÍMICA DE SOLOS

LABORATÓRIO DE ANÁLISE QUÍMICA DE SOLOS

Sindicato: Sindicato das Indústrias de Adubos e Corretivos Agrícolas do Estado de Minas Gerais (SINDAC/MG)

Presidente do sindicato: Anselmo Vasconcellos Neto

Mandato: 9/2015 a 9/2018

Federação: FIEMG

Início de execução da prática: 9/1995
Fim de execução da prática: Até hoje

Raio-X da prática

O Laboratório de Análise Química de Solos, ação desenvolvida pelo Sindicato das Indústrias de Adubos e Corretivos Agrícolas do Estado de Minas Gerais (SINDAC/MG), busca fornecer aos produtores rurais – potenciais clientes das indústrias do setor – avaliações do solo certificadas por laboratórios especializados e que seguem os padrões oficiais. Os resultados das análises químicas dos solos proporcionam embasamento para a correta utilização dos insumos agrícolas pelos produtores, aumentando a produção no campo e, consequentemente, a demanda por adubos e corretivos agrícolas, o que fortalece a indústria.


Como surgiu a ideia

A criação do Laboratório de Análise Química de Solos surgiu com a necessidade de o setor conquistar novos mercados e com a constatação da dificuldade de manejo e pouco conhecimento, por parte dos produtores, em relação à aplicação de insumos agrícolas. Oferecer uma avaliação certificada das condições do solo com o diagnóstico dos adubos e corretivos agrícolas necessários para a cultura que se pretende desenvolver foi o caminho encontrado para elevar a demanda da indústria e, ao mesmo tempo, favorecer o produtor e a produtividade da agricultura.


Como fazer acontecer

O SINDAC/MG oferece selo de qualidade e sacolas plásticas para coleta de amostra de solo que são encaminhadas aos laboratórios certificados participantes da ação. O investimento do SINDAC/MG é baixo, principalmente quando se considerar os resultados alcançados.

Para viabilizar o Laboratório de Análise Química de Solos, o SINDAC/MG estabeleceu parceria com o Programa Interlaboratorial de Controle de Qualidade de Análise de Solos de Minas Gerais (PROFERT/MG), vinculado à Comissão de Fertilidade do Solo do Estado de Minas Gerais (CFSEMG) e que integra o Programa Nacional de Controle de Qualidade da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo. O PROFERT/MG, conta com sede itinerante dentro das Universidades Federais, foi criado para promover o intercâmbio técnico entre os laboratórios de análise de solo e executar avaliações da qualidade das análises químicas de solo dos laboratórios. Na execução da boa prática, o PROFERT/MG é responsável pelo controle de qualidade das análises e pela interpretação da fertilidade dos solos.


Principais resultados

O Laboratório de Análise Química de Solos fortaleceu institucionalmente o SINDAC/MG e estimulou o associativismo. A ação aumentou a conscientização sobre a necessidade da prática da análise de solo e sobre a utilização de insumos agrícolas para a correção das deficiências de áreas cultiváveis, refletindo na ampliação das vendas e gerando mais receita para a indústria. O setor se fortaleceu ao oferecer garantias para que o uso dos insumos seja realizado com qualidade, segurança e respeito aos padrões oficiais. Os produtores rurais também são beneficiados ao dispor de maior embasamento para aplicação de adubos e corretivos agrícolas, o que eleva a produtividade e, ao mesmo tempo, confere maior credibilidade à indústria. A boa prática fortaleceu as relações entre o SINDAC/MG com outras entidades, garantindo o apoio e suporte necessários ao setor.


Termômetro da boa prática

Complexidade: Média

Investimento: Baixo

Retorno institucional: Alto

Contribuição para a competitividade: Alta


Saiba mais

Se você tem interesse em obter mais informações sobre a boa prática, entre em contato com o sindicato ou com a FIEMG.

Sindicato das Indústrias de Adubos e Corretivos Agrícolas do Estado de Minas Gerais (SINDAC/MG)/MG: ars@fiemg.com.br

FIEMG: ars@fiemg.com.br