Boa Prática

20/11/2017

Início > PROGRAMA DE ESTIMULO À PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE CAFÉS ESPECIAIS

PROGRAMA DE ESTIMULO À PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE CAFÉS ESPECIAIS

Sindicato: Sindicato da Indústria do Café do Estado do Espírito Santo (SINCAFÉ/ES)

Presidente do sindicato: Egídio Malanquini

Mandato: 3/2015 a 3/2018

Federação: FINDES

Início de execução da prática: 11/2015
Fim de execução da prática: Até hoje

Raio-X da prática

O Projeto de Cafés Especiais do Espirito Santo busca promover a produção e a comercialização de cafés gourmet. A prática atende desde a plantação, a indústria de torrefação, a moagem até a xícara de café servida ao consumidor final. O objetivo é que a xícara de café traduza toda a qualidade trabalhada no produto, do produtor à indústria.

 


Como surgiu a ideia

A ideia surgiu da necessidade de o sindicato apoiar o desenvolvimento do setor.


Como fazer acontecer

O desenvolvimento do Programa de Cafés Especiais, realizado em conjunto com o SEBRAE/ES, envolve toda a cadeia produtiva do setor (produtores e torrefadores) além das entidades que trabalham para melhorar todos os processos. As ações envolvem o cadastro das propriedades que fornecerão cafés especiais com certificação; o participação dos produtores em feiras e missões; o lançamento do manual de boas práticas de preparo de cafés para os consumidores finais; e a oficinas com baristas para ensinar ao consumidor final métodos de preparação de cafés especiais.

A equipe envolve profissionais do SEBRAE e do SINCAFÉ/ES. Dependendo da etapa do projeto, outros profissionais são contratados, como é o caso de palestrantes para cursos.


Principais resultados

A prática resulta em benefícios para todo o segmento no estado. O sindicato fideliza associados e passa a ter maior visibilidade. Além disso, novas parcerias são estabelecidas. Os associados também ganham visibilidade e acesso a novos mercados. Outros ganhos são o estreitamento da cooperação com outras empresas do setor, o aumento de vendas e a melhoria do ambiente de negócios. Por sua vez, os parceiros criam novos métodos de trabalho com a capacitação de profissionais.


Termômetro da boa prática

Complexidade: Média

Investimento: Alto

Retorno institucional: Alto

Contribuição para a competitividade: Alta


Saiba mais

Se você tem interesse em obter mais informações sobre a boa prática, entre em contato com o sindicato ou com a FINDES.

Sindicato da Indústria do Café do Estado do Espírito Santo (SINCAFÉ/ES)/ES: pda@findes.org.br

FINDES: pda@findes.org.br