Boa Prática

20/11/2017

Início > PROJETO DE EXPORTAÇÃO PARA EMPRESAS DO VALE DA ELETRÔNICA

PROJETO DE EXPORTAÇÃO PARA EMPRESAS DO VALE DA ELETRÔNICA

Sindicato: Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL/MG)

Presidente do sindicato: Roberto de Souza Pinto

Mandato: 4/2017 a 4/2020

Federação: FIEMG

Início de execução da prática: 1/2006
Fim de execução da prática: Até hoje

Raio-X da prática

O Núcleo de Exportação, mais tarde denominado Associação das Empresas Exportadoras do Vale da Eletrônica (AVALEX Electronics), foi criado com apoio do Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL/MG) para promover os produtos e serviços do Vale da Eletrônica no exterior. A AVALEX Electronics se tornou um instrumento importante para inserção das empresas do Vale da Eletrônica no mercado internacional.


Como surgiu a ideia

O Projeto de Exportação para Empresas do Vale da Eletrônica teve início em 2005, quando empresários da região se uniram para implementar ações que possibilitassem às empresas elevar as vendas e conquistar novos mercados. A ideia surgiu a partir de um diagnóstico elaborado por pequenos empresários associados ao SINDVEL/MG, que apontou a necessidade de conquistar novos mercados para fortalecer o complexo industrial que integra o Arranjo Produtivo Local (APL) do Vale da Eletrônica.


Como fazer acontecer

Para alcançar o objetivo, capitaneados pelo SINDVEL/MG, os empresários do Vale da Eletrônica buscaram o apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e da FIEMG. A parceria entre a Indústria e governo foi reforçada pela participação de instituições de ensino, o que possibilitou a implementação de ações para alavancar as exportações do setor. Trimestralmente são realizadas reuniões entre as empresas, o SINDVEL/MG, a Apex-Brasil e os demais parceiros da iniciativa. Nesses encontros, discutem-se o andamento do projeto, novas ações para estimular exportações e são definidos os mercados que serão trabalhados. O projeto é mantido por meio do pagamento, pelos participantes, de uma pequena mensalidade e os recursos são revertidos pra custear as ações da Apex-Brasil.


Principais resultados

A boa prática garantiu maior visibilidade institucional ao SINDVEL/MG e contribuiu para a geração de receitas, por meio da captação e/ou fidelização de associados, bem como valorizou a cultura associativa. Também desenvolveu a cultura exportadora, além de ampliar a participação de novos exportadores e as vendas externas brasileiras. A imagem do Brasil no exterior também foi beneficiada, uma vez que o País passa a ser visto como produtor de insumos de alta tecnologia. A iniciativa proporcionou acesso a novos mercados e o estreitamento da cooperação com outras empresas do setor, o que refletiu na melhoria de processos produtivos e do ambiente de negócios, redução de custos e ampliação das vendas e da pauta dos produtos exportados.

Com o sucesso da iniciativa, a Apex-Brasil solicitou que o projeto fosse expandido nacionalmente, viabilizando a participação de qualquer empresa do setor eletroeletrônico que pretendesse alcançar o mercado externo. Dez anos após o início do Projeto de Exportação para empresas do Vale da Eletrônica, 120 empresas brasileiras, de mais de sete estados, foram beneficiadas pela inciativa. Em 2015, as empresas participantes do projeto exportaram US$ 33 milhões, crescimento de 33% em relação ao ano anterior.

 


Termômetro da boa prática

Complexidade: Alta

Investimento: Baixo

Retorno institucional: Alto

Contribuição para a competitividade: Alta


Saiba mais

Se você tem interesse em obter mais informações sobre a boa prática, entre em contato com o sindicato ou com a FIEMG.

Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL/MG)/MG: ars@fiemg.com.br

FIEMG: ars@fiemg.com.br