Boa Prática

27/11/2015

Início > COMPRAS EM CONJUNTO

COMPRAS EM CONJUNTO

Sindicato: Sindicato da Indústria da Panificação do Estado do Ceará (Sindipan/CE)

Presidente do sindicato: Lauro Martins de Oliveira Filho

Mandato: 9/2013 a 9/2016

Federação: FIEC

Início de execução da prática: 8/2010
Fim de execução da prática: Até hoje

Raio-X da prática

Fortalecidas pela capacidade de organização coletiva, as indústrias associados ao Sindipan/CE instituíram modelo de central de compras (Rede Pan), para negociação de itens de consumo com fornecedores de variada natureza.
O grupo constituído por 26 indústrias associadas negocia produtos como: filé de frango, queijos, presunto, ovos, embalagens, entre outros itens de consumo. Os pedidos são realizados em conjunto, embora a entrega e o faturamento dos lotes de adquiridos se deem individualmente. As cotações dos produtos são feitas semanalmente para um ciclo de consumo de um mês.


Como surgiu a ideia

Inspirados por experiências vivenciadas em outros setores e entidades de representação empresarial, os dirigentes do Sindipan/CE consideravam, em discussões internas da entidade, a necessidade de melhor aproveitamento do poder de barganha das empresas associadas perante fornecedores.
A inciativa teve seu pontapé inicial no ano de 2010 com a negociação de um lote de laticínios, e contou com a participação de 10 empresas. Daí em diante, a rede de compradores se expandiu gradativamente até alcançar o número de 26 integrantes e uma extensa lista de aquisições.


Como fazer acontecer

O modelo de compras em conjunto dispensa maiores formalismos: os pedidos das 26 indústrias participantes da iniciativa são inventariados e consolidados em listagem única para definição do volume de aquisições. Em seguida, é aberta negociação como os fornecedores que fixam o preço final dos produtos, levando-se em conta as quantidades demandas e cronograma de entregas.
Ao final do processo, cada pedido é processado individualmente e as notas fiscais são geradas individualmente para as panificadoras associadas que integra a Rede Pan.
O Sindipan/CE assiste ao processo de aquisições por meio da cessão de uma funcionária que consolida a relação de produtos a serem cotados. A economia anual gerada para as empresas é da ordem de R$ 1.500,00 e encontra-se em ascensão, à medida que o volume e a gama de itens de compras se expande.


Principais resultados

Atualmente o Sindipan/CE conta com 350 associados e baixíssimo nível de inadimplência das mensalidades. A entidade já não necessita mais promover campanhas de filiação, pois a demanda por associação é espontânea, o que demonstra o grau de maturidade alcançado pela instituição.
A experiência do Sindipan/CE sinaliza para voos mais ambiciosos, pois as negociações coletivas podem culminar, no futuro, com a instituição de central de compras com personalidade jurídica própria, cujo conceito é mais elaborado e exige maior esforço de gestão e cooperação.


Termômetro da boa prática

Complexidade: média
Investimento: baixo
Retorno institucional: alto
Contribuição para a competitividade: média


Resultado

A inciativa teve seu pontapé inicial no ano de 2010 com a negociação de um lote de laticínios que contou com a participação de 10 empresas. Daí em diante, a rede de compradores se expandiu gradativamente até alcançar o número de 26 integrantes e uma extensa lista de aquisições.


Saiba mais

Se você tem interesse em obter mais informações sobre a boa prática, entre em contato com o sindicato ou com a FIEC.

Sindicato da Indústria da Panificação do Estado do Ceará (Sindipan/CE)/CE: sindipna@sfiec.org.br

FIEC: lucia@sfiec.org.br