Boa Prática

12/11/2018

Início > Central de Serviços

Central de Serviços

Sindicato: Sindistal

Presidente do sindicato: João Luiz C. de Queiroz Ferreira

Mandato: 1/2015 a 12/2018

Federação: FIRJAN

Início de execução da prática: 1/2017

Raio-X da prática

O sindicato elaborou e implantou a central de serviços, que é uma plataforma de negócios para promoção das empresas associadas que, uma vez qualificadas e habilitadas, oferecem seus serviços por meio de um ambiente virtual coordenado e monitorado pelo sindicato. Os serviços prestados pelas associadas estão segmentados em seis grupos (sistemas à gás natural, elétricos, hidráulicos, sanitários, incêndios e eficiência energética). Esta ação reposicionou a relevância do sindicato e do associativismo, atraindo novas empresas e fidelizando as já existentes, as quais pela oportunidade de acessar mercado, participam ativamente da elaboração, construção e aplicação de novas estratégias para melhoria da competitividade, capacitação, estabelecimento de disciplina de mercado, novas técnicas e tecnologias para responder aos desafios apresentados e consolidação de sua representatividade.


Como surgiu a ideia

O sindicato, ao longo de sua história, foi desafiado a criar grupos de empresas associadas para responder a diversas demandas da indústria e comércio:

- Em 2001, durante o racionamento de energia elétrica, o sindicato foi acionado pela Federação a realizar ações de eficiência energética em diversas indústrias do estado, sendo reunidas algumas empresas para este fim;

- Em 2003, realizou, por meio de suas associadas, diagnósticos de conformidade em instalações elétricas para o CREA;

- Em 2005, realizou, por meio de suas associadas, diagnósticos de conformidades de instalações elétricas – NR-10 revisada em parceria com a Firjan SENAI;

- Em 2006, realizou por meio de suas associadas, diagnósticos de conformidade em instalações elétricas com o Programa PROCOBRE;

- Em outubro de 2009, o sindicato lançou o selo de qualidade SQS para qualificar as pequenas e médias empresas prestadoras de serviços de gás natural para contratos da concessionária de gás. Este selo prevê uma oficina de preparação das empresas em requisites da ISO 9001, 14001 e 18001, com posterior auditoria da ABNT. Esta ação reposicionou o sindicato como canal das oportunidades de serviços não regulados da concessionária por meio de seu site e call center, com posterior repasse as empresas associadas para atendimento;

- Em dezembro de 2010, por meio da parceria com o Sebrae, foram reunidas e qualificadas 16 empresas associadas para realização de diagnósticos energéticos em redes hoteleiras e de salões de beleza;

- Em 2015, o sindicato atualizou o seu planejamento estratégico objetivando alcançar a sua sustentabilidade, tendo a consultoria da Firjan para este alinhamento. Embora não tenha sido identificada uma pesquisa estatística correlata, é notório que boa parte dos contratos de serviços realizados no Rio de Janeiro na área de instalações são executados por empresas de outros estados, que não movimentam a economia da região nem geram empregos diretos e indiretos; que ampliar a atuação do sindicato como organizador de um canal de oportunidades de negócios em cada perfil, apoiando, desenvolvendo e monitorando esta evolução, seria uma ação estruturante relevante para a sua cadeia de convergência, envolvendo as associadas, afiliadas, fornecedores, e principalmente a sociedade.


Como fazer acontecer

- Em março de 2015, com os aumentos sucessivos da conta de energia elétrica e o risco de desabastecimento de água, a Firjan acionou o sindicato para uma ação que, assim como em 2001, objetivasse a aplicação de eficiência energética nas instalações, originando o Programa de Gestão de Eficiência Energética – PGEE. Este programa visitou diversas indústrias, identificando oportunidades de economia e propondo ações de eficiência energética. Naquele momento foi encontrando como obstáculo o acesso a boas taxas de financiamento pelos empresários para a sua implantação;

- Em abril de 2016, o PGEE alcançou o mercado de condomínios após assinatura de convênio com o SECOVI, objetivando uma série de ações educativas e de prospecção de oportunidades em eficiência energética voltada a condomínios;

- Em novembro de 2016, o sindicato recebeu o prêmio da Firjan voltado à sustentabilidade, o Ação Ambiental, pelo programa PGEE - redução nas taxas de emissão de CO2 por meio de ações de eficiência energética;

- Em março de 2017, o sindicato pesquisou 98 empresas associadas em serviços oferecidos, não oferecidos e interessadas em oferecer. A partir desta pesquisa, foram iniciadas uma série de ações estruturantes para o lançamento da central de serviços;

- Em março de 2017, o sindicato assinou um convênio com a Gás Natural Serviços – GNS, objetivando a ampliação do portfólio de oportunidades voltadas a economia de energia, agora também pela substituição de equipamentos elétricos por equipamentos a gás, ou ainda, pela substituição de equipamentos a gás por outras de melhor performance de consumo;

- Em março de 2017, a identidade visual e o plano de comunicação foram redefinidos e modernizados; os eventos que marcam esta trajetória de evolução do sindicato pode ser acompanhado na aba “Eventos” em nosso site.

- Em abril de 2017, o sindicato implantou um CRM próprio para monitoramento das demandas do programa;

- Em abril de 2017, foi elaborado o prontuário do programa com os termos de adesão das associadas e fabricantes homologados, formulários, regulamentos e manuais;

- Em abril de 2017, o sindicato realinhou com o conselho de engenharia (CREA), ações de certificação de conformidade das empresas associadas.

- Em maio de 2017, o sindicato passou a apresentar em seu seminário de instalações SEMINP – 8ª edição, as iniciativas e avanços do programa para suas associadas, afiliadas, fabricantes e parceiros Institucionais, dando transparência e notoriedade em suas ações.

- Em junho de 2017, o sindicato lançou a sua central de serviços, durante seis meses para análise de reação do mercado;

- Em julho de 2017, o sindicato lançou o PGEE + Gás, em convênio realizado com a Gás Natural Serviços – GNS, para 80 empresas associadas com a presença dos parceiros institucionais: Firjan, Sebrae, Sinduscon, Secovi, CREA E GNF – Gás Natural Fenosa.

- A partir de janeiro de 2018, com a análise do período de implantação da central de serviços e ajustes necessários, o sindicato pactuou com as associadas uma remuneração em percentuais (que variam de 2,5 a 5%) que ocorre por doação dos contratos firmados, com vistas a compensar o sindicato pelo investimento na estruturação e manutenção do programa, assim como pela perda do imposto compulsório.

- Em abril de 2018, chegamos a 1.200 solicitações de serviços pelo site sem prospecção direta. O programa avança por meio de convênios com outros sindicatos patronais, a saber: sindicatos da indústria que utilizam o programa: Sindirepa; Sindborj, Simperj, Sindicer, Induscimento, Sinditec. As indústrias interessadas solicitam a sua demanda e as associadas realizam o atendimento sob a governança do sindicato. Sindicatos da indústria da construção civil: Sinduscon SF, Sinduscon CN, Sinduscon NF, Sinduscon NO, Sindicem, Sindicom TR. Os sindicatos da Construção Civil conveniados cumprem um duplo papel: alavancar a expansão do sindicato e do associativismo em todas as regiões do estado por meio da oportunidade de negócios proporcionados pelo programa implantado em cada base, com empresas associadas capacitadas atendendo às demandas locais de forma coordenada.

Em janeiro de 2018, iniciou-se a parceria com a AGERIO para financiamento de projetos de eficiência energética;

Em fevereiro de 2018, iniciou-se a parceria com o Banco do Brasil para financiamento de projetos de eficiência energética

ETAPAS DE IMPLANTAÇÃO

Criação do formulário de solicitação de serviços; Inserção do formulário no site do sindicato; Acompanhamento das demandas recebidas e criação da logística de atendimento; Criação do termo de adesão ao programa; Criação da roda de atendimento para atender as demandas.

 METODOLOGIA

O cliente entra em contato para solicitar serviços no site do sindicato. Na aba “Central de Serviços” é solicitado que o cliente preencha o formulário com os dados pessoais e o serviço que deseja. A demanda é recebida pelo sindicato e encaminhada para até três empresas associadas para preparação e envio da proposta a fim de atender o pedido de até três orçamentos. As empresas encaminham suas propostas por e-mail, copiando o sindicato. O cliente decide com qual empresa irá realizar o serviço. A associada que efetuar o serviço repassa ao sindicato um percentual do valor bruto mediante o valor do contrato.

QUAIS FORAM OS CUSTOS ENVOLVIDOS

Para a implantação do programa, o sindicato precisou modernizar a sua estrutura funcional a fim de alcançar este desenvolvimento com a otimização de seus recursos. Inicialmente, o sindicato funcionava com uma gerente executiva, uma auxiliar administrativa e uma assistente administrativa, além da consultoria de qualidade, jurídica e TI. O investimento em recursos humanos reposicionou a equipe para a seguinte formação: um diretor executivo, uma analista administrativa, uma assistente administrativa, uma estagiária de administração, uma estagiária de comunicação, um consultor financeiro, um consultor de TI, uma consultora da qualidade e um consultor jurídico. Esta reestruturação custa ao sindicato um aumento nas despesas mensais na ordem de 10%. O investimento em infraestrutura foi da ordem de R$ 50.000 em soluções de TI e software, com um custo de manutenção mensal de R$ 2.000.


Principais resultados

O principal objetivo a ser alcançado é o associativismo. Ele traduz a relevância e confiança dos empresários na liderança sindical, pela defesa dos interesses comuns, pelos benefícios proporcionados pela economia compartilhada na aquisição de bens comuns, na capacitação, no desenvolvimento empresarial e na prestação de serviços. O gráfico abaixo traduz a trajetória e resultado deste trabalho. Em 2017, associamos 28 novas associadas e, até março de 2018, associamos 21 novas associadas, perfazendo um total de 148 empresas associadas. Na central de serviços, por meio das empresas associadas de Gás Natural e Eficiência Energética, apresentamos os seguintes resultados: 870 atendimentos realizados, com média de 100 orçamentos/ mês. O número de empresas com interesse à associação cresceu e a quantidade de associadas aumentou após a implantação do programa. O sindicato passou a ter mais visibilidade e respeitabilidade no ambiente empresarial e na sociedade, do reconhecimento de sua atuação na negociação coletiva - do esforço realizado para atualizar o texto para atender a nova legislação trabalhista, que atinge toda o segmento, à implantação da Central de Serviços - criando uma rede de cooperação que estreita a relação do sindicato com suas associadas, com o mercado e com outros sindicatos e instituições públicas e privadas.


Saiba mais

Se você tem interesse em obter mais informações sobre a boa prática, entre em contato com o sindicato.

Sindistal/RJ: MPCOIMBRA@firjan.com.br