Boa Prática

24/10/2018

Início > Estande Compartilhado

Estande Compartilhado

Sindicato: SINDICATO DA INDÚSTRIA DO VESTUÁRIO DE DIVINÓPOLIS

Presidente do sindicato: Marcelo Marcos Ribeiro

Mandato: 1/2016 a 12/2019

Federação: FIEMG

Início de execução da prática: 1/2017

Raio-X da prática

O estande compartilhado dentro da feira foi uma novidade na 7a edição, em agosto de 2017. Seis empresas participaram e dividiram o estande, quando tiveram a oportunidade de participar pela primeira vez de uma feira, sem ter que fazer um grande investimento (aproximadamente 10% do valor de venda dos estandes de 20m²), em espaço reduzido, com uma única arara, que comportou de 15 a 30 modelos.

Assim, o estande compartilhado ficou como uma porta de entrada da feira, atendendo aquelas empresas que queriam experimentar o produto antes de fazer grandes investimentos e perceber como é o movimento de um evento deste porte.


Como surgiu a ideia

Na captação de novas empresas para expor na feira, verificamos a dificuldade das pequenas indústrias que estavam no início de suas atividades ou daquelas que nunca tinham ido para uma feira, com um grande medo de investir ou não conseguir acompanhar o ritmo de entrega dos pedidos. Assim, a organização do evento decidiu que as médias e pequenas indústrias que nunca tinham participado de eventos desse tipo deveriam ter a oportunidade de estar na feira para crescer e conhecer uma nova forma de fazer negócios.

O estande compartilhado foi criado como um incentivo a novos participantes, bem como para aumentar o número de empresas na feira e também oferecer ao cliente costumeiro novidades em produtos e marcas.


Como fazer acontecer

Todos os associados do sindicato foram convidados a participar, porém não tivemos muita procura devido ao receio em participar de um evento desse porte. Embora a ideia parecesse ser muito atrativa, não conseguíamos adesão suficiente. Então, pedimos aos próprios expositores, já conhecedores da feira e dos resultados, para que indicassem empresas com o perfil do estande compartilhado.

Também procuramos os profissionais que trabalham na área de produção e estilo e prestadores de serviço das indústrias. Fizemos uma reunião com eles, onde apresentamos o projeto e propusemos uma parceria para captar novos expositores por meio desses profissionais que estavam dentro das indústrias. Acreditamos que a combinação da indicação de um empresário com histórico de sucesso na feira e o apoio dos profissionais dentro das indústrias foi fundamental para afastar o receio em participar da feira.

Assim, conseguimos comercializar os seis lugares e dar início ao processo que se compôs das seguintes etapas:

1. inscrição (preenchimento de documentação necessária para participar);

2. curadoria;

3. reunião (apresentação entre os próprios expositores, tira-dúvidas e formação de um grupo de

    WhatsApp);

4. organização e montagem do estande coletivo (os expositores organizaram uma montagem e decoração

     única, o que foi iniciativa do grupo de empresários).


Principais resultados

As seis empresas participantes posicionaram sua marca em regiões fora do estado de Minas Gerais, apresentando seus produtos para mais de 200 clientes no evento.

Estando dentro do evento, puderam fazer o cadastro dos clientes que visitaram a feira e realizar vendas do mesmo jeito que as outras empresas que estavam alocadas em estandes regulares. Algumas empresas tiveram resultados de vendas melhores do que outras.

As vendas geraram 5% de comissão para o Sindicato sobre o valor faturado, de igual forma em todas as vendas no evento, porém, cabe ressaltar o resultado de uma empresa, em particular, a qual faturou R$60.000,00, sendo que o seu investimento para participar foi de R$500,00.

Outro fato importante é que algumas empresas que participaram não eram associadas ao Sindicato antes do evento. Considerando que para participar da feira era necessário ser associado ao Sindicato, houve aumento do nosso número de associados.

Com a frequência de visitas à sede do Sindicato para se prepararem para o evento, os empresários puderam conhecer melhor o nosso trabalho e começaram a participar mais do Sindicato. Atualmente temos participantes nas reuniões semanais de associados provenientes desse estande compartilhado.

O resultado, além de econômico para as empresas, com certeza foi avaliado como positivo pelos expositores, em termos de marketing e posicionamento de marca no mercado, criando uma referência para as próximas edições.

Desta forma, será menos difícil captarmos novas empresas para o estande compartilhado nas próximas edições da feira e, possivelmente, poderemos ter mais de uma dessas empresas participando em um estande maior, sem necessidade de utilizar subsídio e dando abertura para outras empresas aproveitarem a oportunidade de estar em estande compartilhado.


Saiba mais

Se você tem interesse em obter mais informações sobre a boa prática, entre em contato com o sindicato ou com a FIEMG.

SINDICATO DA INDÚSTRIA DO VESTUÁRIO DE DIVINÓPOLIS/MG: rmendes@fiemg.com.br

FIEMG: ars@fiemg.com.br