Boa Prática

15/10/2018

Início > LOGISTICA REVERSA

LOGISTICA REVERSA

Sindicato: SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE CACAU E BALAS, MASSAS ALIMENTÍCIAS E BISCOITOS DE DOCES E CONSERVAS ALIMENTÍCIAS DO ESTADO DO PARANÁ - SINCABIMA

Presidente do sindicato: Rommel Barion

Mandato: 1/2017 a 12/2020

Federação: FIEP - PR

Início de execução da prática: 1/2017

Raio-X da prática

A Logística Reversa é um instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado pelo conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e restituição de resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada. Visa atribuir a cada um dos envolvidos no fluxo reverso do produto, sua cota de obrigação e responsabilidade, conscientizando-os de que o gerador/poluidor deverá ser responsável pelo destino de seus resíduos. Contempla toda a cadeia produtiva, importadores, comerciantes, até o consumidor final.

As empresas que aderiram ao Plano de Logística Reversa com o Sincabima, contavam com toda a assessoria jurídica e ambiental de como proceder com as suas embalagens. Através do Sindicato as empresas estavam amparadas pelo Plano, estando positivas com a Secretária do Meio Ambiente. Para o Sindicato era uma forma de maior adesão de associados. O valor de adesão ao Plano para os associados era mais acessível.


Como surgiu a ideia

A atual legislação brasileira que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos, tem como instrumentos os Planos de Resíduos Sólidos que englobam planos nacionais e estaduais. Aqui no Paraná em 2011 a SEMA começou a conscientizar os empresários, até mesmo por meio dos sindicatos, a importância de um Plano para os resíduos sólidos. A partir de então o Sincabima começou um trabalho de orientação de suas empresas sobre a destinação correta dos Resíduos Sólidos através de e-mails, informações jurídicas, Reuniões de Diretoria e Assembleias Gerais, palestras, veiculação de notícias pelo nosso site e Facebook. Algumas empresas receberam até notificações para se regulamentarem ao Plano. Em 2011 mesmo, o Sincabima juntamente com a FIEP e o Conselho Setorial de Meio Ambiente e com três Grupos de Trabalho Permanentes (Centrais de Tratamento de Resíduos, Logística Reversa e Simbiose Industria), criaram a Câmara Técnica de Resíduos Industriais - CTRI, com o objetivo de desenvolver soluções e negócios a partir dos resíduos industriais.


Como fazer acontecer

A partir da criação da Câmara Técnica de Resíduos Sólidos, o Sincabima se empenhou cada vez mais para criar o Plano de Logística Reversa. Sempre em parceria com a Fiep, foram diversas reuniões, palestras, workshops. Entre os diretores do Sincabima a ideia de implantação do Plano de Logística começou em 2011. A partir do Edital de Chamamento da Sema nº 001/2012, a ideia de criação de um Plano de Logística amadureceu. Foram contratados advogados para se dedicarem apenas na Logística Reversa. Durante esse tempo, os advogados e o Presidente Rommel Barion se empenharam no Plano. Começaram-se as pesquisas, diagnósticos das empresas sobre as embalagens utilizadas, reuniões com a SEMA. Em 2014 contratou-se uma pessoa responsável para o Plano de Logística Reversa, no qual o sindicato patrocinou um treinamento em Portugal referente a Logística Reversa. Em 2014 o Sincabima assinou juntamente com a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do Paraná - SEMA o Termo de Compromisso para execução do Plano de Logística Reversa e Responsabilidade Pós-Consumo de Resíduos do Setor Industrial de Alimentos de origem Vegetal do Estado do Paraná.

O valor investido para elaboração do Plano foi em média R$ 250.000,00. Foram contratados Engenheiros Ambientais, Consultor Ambiental, Jurídico. Foram realizadas palestras, cursos em o estado do Paraná, visitas técnicas.

O "pulo do gato" foi a determinação do Presidente e a competência da equipe em tirar do papel e fazer acontecer. A confiança das empresas no trabalho do Sindicato.

Principais resultados: Com a implantação da Logística Reversa em nosso sindicato, contamos com a participação de dez empresas da nossa base no plano. Como fomos um dos sindicatos pioneiros na LR, servimos de exemplos para outros e alguns sindicatos juntaram-se a nós, Sinditrigo, Sindicarne, Sindiavipar, Sinduscafé e Sipcep. Foi criado também o programa Bom Exemplo Floresce, uma consultoria ambiental que viabilizava normatização. Voltado para as empresas associadas ao SINCABIMA.

Sem dúvidas o principal resultado foi a criação do INPAR - Instituto Paranaense de Reciclagem - criado a partir dos seis sindicatos (Sincabima, SIPCEP, Sinditrigo, Sindicafé, Sindicarne e Sindiavipar). Todas as empresas que aderiram a LR com os sindicatos representantes passaram a fazer parte do INPAR, que dá total apoio ás indústrias no atendimento à Logística Reversa. Para fazer parte do INPAR a empresa tem que estar associada a um dos sindicatos representantes, assim nosso associativismo não decaí.  Não podemos esquecer a participação fundamental e especial da FIEP, sem a participação da Federação esse projeto não estaria sendo um sucesso.


Saiba mais

Se você tem interesse em obter mais informações sobre a boa prática, entre em contato com o sindicato ou com a FIEP - PR.

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE CACAU E BALAS, MASSAS ALIMENTÍCIAS E BISCOITOS DE DOCES E CONSERVAS ALIMENTÍCIAS DO ESTADO DO PARANÁ - SINCABIMA/PR: maria.lopes@sistemafiep.org.br

FIEP - PR: ger.sindicatos@fiepr.org.br