Boa Prática

20/11/2017

Início > BANCO DE TALENTOS

BANCO DE TALENTOS

Sindicato: Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria de Santo André (SIPAN/SP)

Presidente do sindicato: Antonio Carlos Henriques

Mandato: 2/2018 a 2/2020

Federação: FIESP

Início de execução da prática: 3/2015
Fim de execução da prática: 1/5/2017

Raio-X da prática

O Banco de Talentos é um projeto de recrutamento, seleção e qualificação de profissionais para o setor da panificação. Por meio da prática, buscam-se trabalhadores com experiência ou que desejem aprender novas profissões. As capacitações são feitas por meio de cursos e treinamentos oferecidos pelo SINPAN/SP.


Como surgiu a ideia

A ideia surgiu da dificuldade de contratação de mão de obra qualificada para o setor. A montagem de um banco de currículos para auxiliar as padarias no recrutamento e seleção de seus profissionais, via sindicato, foi o passo seguinte.


Como fazer acontecer

Os investimentos da entidade englobaram a produção de cartazes, banners, adesivos e pastas e o trabalho realizado pelo setor de Recursos Humanos na divulgação do projeto para todas as padarias associadas e não associadas.

A princípio, imaginou-se que em parcerias com os Centros de Atendimento ao Trabalhador (CATs) das principais cidades da região do ABC pudessem resolver a questão. A excessiva burocracia dessas instituições, no entanto, inviabilizou a proposta. Criar um banco de talentos próprio foi o passo seguinte. Cartazes e banners foram distribuídos em padarias associadas, entidades e empresas parceiras. Visitas técnicas também foram realizadas, para distribuição das peças de propaganda e para informação dos objetivos do projeto. Outra ação foi o envio de e-mails com todas as informações sobre a prática.

Em pouco tempo, o resultado começou a aparecer: as empresas passaram a solicitar vagas.


Principais resultados

Os resultados obtidos pelo sindicato foram quase que imediatos, pois houve grande solicitação de vagas pelas padarias. O fato demonstra confiança e valorização do setor de Recursos Humanos e do próprio sindicato, que, em 2015, se consolidou, com bom percentual de aproveitamento dos candidatos e diminuição da rotatividade da mão de obra.

Os associados melhoraram sua visão sobre a entidade, que, após as visitas e o desenvolvimento da prática, passaram a enxergá-la como parceira.

Cooperação e melhoria do ambiente de negócios também podem ser citados como resultados da boa prática do SIPAN/SP.

 


Termômetro da boa prática

Complexidade: Baixa

Investimento: Baixo

Retorno institucional: Alto

Contribuição para a competitividade: Média


Saiba mais

Se você tem interesse em obter mais informações sobre a boa prática, entre em contato com o sindicato ou com a FIESP.

Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria de Santo André (SIPAN/SP)/SP: relacionamento@fiesp.com

FIESP: centraldeservicos@fiesp.com.br