Boa Prática

20/11/2017

Início > REGULAMENTAÇÃO DAS EMPRESAS DO SETOR DA PANIFICAÇÃO NA NR12

REGULAMENTAÇÃO DAS EMPRESAS DO SETOR DA PANIFICAÇÃO NA NR12

Sindicato: Sindicato da Indústria de Panificação, Confeitaria, Bolos, Bolachas, Biscoitos e Massas Alimentícias de Alagoas (SINDIPAN/AL)

Presidente do sindicato: Alfredo Raimundo Correia Dacal

Mandato: 11/2015 a 11/2019

Federação: FIEA

Início de execução da prática: 6/2015
Fim de execução da prática: Até hoje

Raio-X da prática

Convênio firmado pelo Sindicato da Indústria de Panificação, Confeitaria, Bolos, Bolachas, Biscoitos e Massas Alimentícias de Alagoas (SINDIPAN/AL) com a FIEA, o SEBRAE/AL, IEL/AL e a Agência de Fomento de Alagoas (Desenvolve) para apoiar a atualização de equipamentos das empresas ainda não enquadradas na NR 12.


Como surgiu a ideia

A ideia de firmar o convênio surgiu em 2015, quando 923 empresas de panificação, confeitaria e massas alimentícias de Alagoas, passavam por grave crise provocada pela exigência do Ministério do Trabalho do cumprimento da Norma Regulamentar nº 12 (NR12).


Como fazer acontecer

Por meio do convênio com a agência de fomento Desenvolve, o SINDIPAN/AL criou uma linha de crédito de R$ 15 mil para os empresários do setor de panificação. Com o crédito, as empresas tiveram a possibilidade de adequar ou de financiar novas máquinas (equipamentos como fornos, assadeiras, batedeiras, cilindros, modeladores e laminadores), com pequena taxa de juros.

Para sensibilizar os empresários do setor, foram promovidos pelo SINDIPAN/AL seminários, reuniões e cursos sobre o tema. Outro desafio superado foi interagir com os agentes do órgão fiscalizador, garantindo prazos adequados para o atendimento das exigências da norma legal.

 


Principais resultados

A prática ampliou a percepção de valor e conferiu maior visibilidade institucional ao sindicato. O sucesso da iniciativa despertou o interesse de outros sindicatos do país, que buscaram junto ao SINDIPAN/AL, informações sobre a Boa Prática para repassá-las a seus associados em outros estados do Brasil. Os associados ganharam a possibilidade de, por meio de pequenos investimentos, manter a viabilidade do negócio e atender plenamente à NR 12. Os parceiros também ganharam maior visibilidade no estado.


Termômetro da boa prática

Complexidade: Média

Investimento: Baixo

Retorno institucional: Alto

Contribuição para a competitividade: Alta


Saiba mais

Se você tem interesse em obter mais informações sobre a boa prática, entre em contato com o sindicato ou com a FIEA.

Sindicato da Indústria de Panificação, Confeitaria, Bolos, Bolachas, Biscoitos e Massas Alimentícias de Alagoas (SINDIPAN/AL)/AL: unidadesindical@fiea.org.br

FIEA: unidadesindical@fiea.org.br