suzano.png

Horizonte inovador
Empresa do setor de celulose e papel desenvolve e implementa uma série de inovações para viabilizar um dos principais investimentos industriais de sua história.

ifrdynkg.jpg

A Suzano S.A é uma empresa brasileira do setor de celulose e papel, líder mundial na produção de celulose branqueada de eucalipto. Ela tem plantas em vários estados e uma grande unidade na cidade de Três Lagoas (MS), hoje conhecida como a ‘“capital mundial da celulose”. O projeto de ampliação desta unidade, que agregou 2 milhões de toneladas à produção anterior de 1,3 milhão de toneladas, representou um investimento de R$ 7,4 bilhões. Foram necessárias três centenas de fornecedores e 40 mil trabalhadores. Além dos números, impressionam muito as inovações que a Suzano encontrou para levar adiante o projeto. Ela implantou uma fábrica de mudas de eucalipto (viveiro) em que um robô dotado de visão computacional faz a seleção das mudas em grande velocidade e com padrões de qualidade rigorosos. Esta fábrica conta também com uma solução inovadora em termos de logística, com a movimentação automatizada de bandejas e mesas e rastreamento de mudas por RFID (identificação por radiofrequência), além de sistemas de irrigação e fertirrigação automatizados, com controle da temperatura, umidade e insolação das estufas. Os processos de transporte das árvores cortadas são igualmente inovadores, com seus caminhões de cinco carretas – os pentatrens, que possibilitam uma economia de 20% dos custos. Por fim, a queima das cascas de eucalipto e do licor negro resultante do processo de separação da celulose e lignina nas caldeiras de biomassa produz o calor e o vapor que acionam as turbinas que geram a energia que alimenta os demais processos. Como se não bastasse, o aproveitamento da energia dos processos da primeira unidade supriu as condições operacionais para seu funcionamento antecipado com relação ao cronograma.

topo