NOTÍCIAS

9 de Maio de 2017 às 14:41

A- A A+

Prêmio Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas anuncia os três finalistas

Os três curadores finalistas concorrem ao prêmio de R$ 25 mil. Em março, foram anunciados os 20 artistas finalistas

Exposição-do-Prêmio-Marcantonio-Vilaça-640-x-360.jpg Os três curadores finalistas do 6º Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas foram anunciados nesta segunda-feira (8). São eles:  Ana Avelar, de Curitiba, Douglas de Freitas, de São Paulo e Josué Mattos, de Criciúma (SC). O vencedor da categoria receberá o valor de R$ 25 mil. O reconhecimento não se limita a esse apoio financeiro, proporciona ainda a realização do projeto curatorial premiado nas quatro cidades que receberão a itinerância do Prêmio (Rio de Janeiro, Fortaleza, Goiânia e Porto Alegre).

Além do curador do Prêmio, Marcus Lontra, participaram do júri os críticos Cauê Alves (SP), Jailton Moreira (RS), Marcelo Campos (RJ), Moacir dos Anjos (PE), além dos vencedores de edições anteriores: o curador vencedor do 5º Prêmio Marcantonio Vilaça, Divino Sobral (GO) e a artista vencedora do 2º Prêmio Marcantonio Vilaça, Lucia Laguna (RJ). 

Em março  foram divulgados os 20 artistas finalistas:  Alice Miceli (RJ), Bruno Vilela (PE), Camila Soato (DF), Dalton Paula (GO), Daniel Lannes (RJ), Éder Oliveira (PA), Edith Derdyk (SP), Fernando Lindote (SC), Jaime Lauriano (SP), João Angelini (DF), João Loureiro (SP), Marcelo Moscheta (SP), Mariana Manhães (RJ), Pablo Lobato (MG), Pedro Motta (MG), Rochelle Costi (SP), Rodrigo Sassi (SP), Suzana Queiroga (RJ), Thiago Martins de Mello (MA) e Tony Camargo (PR).

EXPOSIÇÃO E PREMIAÇÃO - Em agosto, os artistas selecionados participam de uma exposição coletiva no Museu Brasileiro da Escultura (MuBE), em São Paulo. No evento de abertura, serão conhecidos os vencedores do Prêmio (cinco artistas e um curador). Além da premiação em dinheiro, haverá o acompanhamento dos artistas vencedores por um curador, a realização do projeto curatorial premiado e a apresentação dessas obras em uma mostra itinerante que vai percorrer quatro cidades do Brasil, a partir de dezembro de 2017. Acesse o site do Prêmio Marcantonio Vilaça e veja mais detalhes.

PROJETO ARTE E INDÚSTRIA – Esta edição também dá continuidade ao Projeto Arte e Indústria, que acontece pela terceira vez paralelamente ao Prêmio e visa homenagear artistas cujos processos de criação estão relacionados à produção industrial. Depois de Abraham Palatnik e Amélia Toledo, desta vez o destaque será o escultor, gravador, ilustrador e pintor Sérvulo Esmeraldo. A mostra de seus trabalhos e de mais 10 artistas contemporâneos que dialogam com sua obra será aberta juntamente com a mostra dos 20 finalistas da 6ª edição do Prêmio, no MuBE (SP). Obras de Sérvulo Esmeraldo poderão ser vistas também na fase itinerante da exposição dos premiados. O Prêmio Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas é uma iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), do Serviço Social da Indústria (SESI) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI).

CONFIRA AS DATAS
Exposição coletiva em São Paulo: agosto de 2017
Fase itinerante da exposição: dezembro de 2017 a dezembro de 2018

Da Agência CNI de Notícias

Leia mais

VÍDEO: Logística ineficiente dificulta competitividade do comércio exterior brasileiro

Confira as mais lidas da Agência CNI de Notícias entre 1º e 7 de maio

VÍDEO: CNI apresenta propostas para melhorar comércio do Mercosul. Confira no Minuto da Indústria

Há vagas! Confira os cursos do SENAI que estão com matrículas abertas

SISTEMA INDÚSTRIA NAS REDES SOCIAIS

CNI: SlideShare | YouTube | Flickr | Google Plus | Instagram | Facebook | Twitter | SoundCloud | LinkedIn
SESI: Facebook | YouTube | LinkedIn
SENAI: Facebook | Instagram | YouTube | Spotify | Twitter
IEL: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube | Snapchat | LinkedIn

Comentários