NOTÍCIAS

17 de Abril de 2017 às 17:37

A- A A+

SENAI inaugura Instituto de Inovação em Soluções Integradas em Metalmecânica

O evento, em São Leopoldo (RS), contou com a presença do presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson de Andrade, e do presidente do Sistema FIERGS, Heitor José Müller

inauguracao instituto metalmecanica RS INTERNA.jpg O Instituto SENAI de Inovação em Soluções Integradas em Metalmecânica foi inaugurado nesta segunda-feira (17), em São Leopoldo (RS). A unidade integra uma rede de 24 institutos de inovação que atuam em prol das empresas por meio de pesquisa aplicada em desenvolvimento de produtos e de processos e antecipação de tendências. “Esta rede, que tem apoio do BNDES, do SENAI e das federações de indústria, tem como objetivo contribuir para que a indústria nacional possa competir com qualquer produto, em qualquer mercado”, afirmou o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade. Ele lembrou ainda que todos os institutos de inovação, assim como os 59 institutos de tecnologia, em todo o país, estarão finalizados até 2018.

“Esta inauguração deve ser entendida como um estímulo à construção de um futuro onde as novas gerações tenham empregos dignos, num processo de desenvolvimento sustentado”, ressaltou o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), Heitor José Müller. Idealizado para contribuir para o aumento da competitividade da indústria, o Instituto Senai de Inovação em Soluções Integradas em Metalmecânica utiliza preceitos da indústria 4.0. “É mais um salto, que há 75 anos o nosso Senai faz, em busca da atualização do conhecimento e da modernização do ‘chão de fábrica’”, disse o industrial.

O diretor regional do SENAI (RS), Carlos Trein, destacou que a inauguração comprova o comprometimento do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) com a competitividade da indústria brasileira. “Nossa missão é contribuir para isto e o instituto é parceiro nessa caminhada”, argumentou. O presidente do Conselho Consultivo do instituto, Darlan Geremia, falou dos problemas que os empresários brasileiros devem enfrentar para conseguir espaço no mercado internacional. “O instituto, com sua avançada tecnologia, está alinhado com as empresas para ultrapassar os obstáculos que se apresentam”, lembrou.

O instituto possui recursos tecnológicos de vanguarda para desenvolver soluções orientadas a processos de fabricação, como os de usinagem, mas também para analisar os seus fatores de influência em todas as etapas de manufatura de um produto, por meio de digitalização e simulação. O presidente da Companhia de Processamento de Dados do Estado do Rio Grande do Sul (Procergs), Antônio Gomes, que representou o governador gaúcho, José Ivo Sartori, destacou a importância da inovação e da tecnologia para superar a concorrência. Já a prefeita em exercício de São Leopoldo, Paulete Souto, disse que a inauguração é uma “ousadia na contramão da crise que o país vive”.

O instituto oferece à indústria soluções tecnológicas em serviços, consultorias e projetos de inovação em processos de fabricação - tais como usinagem, soldagem e manufatura aditiva - em controle e integração de sistemas de manufatura, em simulação de processos e em projetos estruturais de componentes, para o atendimento às demandas industriais de setores automotivo, aeronáutico, petroquímico, odontomédico hospitalar, gás e petróleo, entre outros. Para isso, conta com os seguintes laboratórios:

1. Laboratório de Manufatura Avançada (Soluções integradas por Manufatura Digital) – trabalha com Projeto de Fábricas Inteligentes  (Indústria 4.0), Automação, Controle e Integração de Sistemas Industriais, Tecnologias Aplicadas à Agricultura de Precisão.

2. Laboratório de Tecnologias de Interação (Métodos e ferramentas para interação pessoas-componentes) – oferece serviços de simulação cinemática para análise ergonômica e de movimento, análise funcional de produtos médicos e esportivos (Prótese e órtese), robótica colaborativa (interação homem-máquina), mockups digitais para a validação de produtos por meio de Realidade Aumentada.

3. Laboratório de Fabricação (Tecnologias de Usinagem e de Manufatura Aditiva) – atua com o desenvolvimento de máquinas e equipamentos, processos de usinagem, manufatura aditiva, metálica e polimérica, escaneamento e prototipagem rápida de produtos e análises CAD/CAM/CAE de ferramentas e de equipamentos.

4. Laboratório de Metrologia (Tecnologias de Medição por Coordenadas em Grandes Volumes) – conta com metrologia 3D (Análise Dimensional de Grandes Peças e Equipamentos), análise dimensional e modelagem computacional de peças componentes e máquinas, integração de sistemas de medição ao processo produtivo, digitalização de sistemas de produção (Análise de Nuvens de Pontos), ensaios mecânicos e calibração.

5. Laboratório Aberto (Transformando Ideias em Negócios) – orientado para starups, empreendedores, hobbistas e inventores, faz o acompanhamento por especialistas nas etapas de ideação, experimentação e validação de produtos e processos inovadores, dando acesso a equipamentos, espaços e apoio de equipe técnica, além de workshops para fomento e networking.

Da FIERGS
Foto: Dudu Leal
Para a Agência CNI de Notícias

Leia mais

Russos recebem do SENAI treinamento que garantiu ao Brasil ser campeão em torneio internacional de profissões técnicas

SENAI reúne especialistas para discutir perfis de profissionais do futuro

Instituto SENAI de Tecnologia começa a ser construído em Cuiabá

VÍDEO: Institutos SENAI de Inovação de Santa Catarina atuam em processo de usinagem, soldagem e manufatura aditiva

SISTEMA INDÚSTRIA NAS REDES SOCIAIS

CNI: SlideShare | YouTube | Flickr | Google Plus | Instagram | Facebook | Twitter | SoundCloud | LinkedIn
SESI: Facebook | YouTube | LinkedIn
SENAI: Facebook | Instagram | YouTube | Spotify | Twitter
IEL: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube | Snapchat | LinkedIn

Comentários