NOTÍCIAS

16 de Fevereiro de 2017 às 11:00

A- A A+

Empresários recuperam a confiança, informa CNI

ICEI está 16 pontos acima do registrado em fevereiro de 2016. A volta do otimismo é resultado, principalmente, da melhora das expectativas sobre o desempenho futuro das empresas e da economia

Termômetro-do-ICEI-170217.jpg O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) aumentou 3 pontos em relação a janeiro e alcançou os 53,1 pontos neste mês. Com isso, o indicador ultrapassou a linha divisória dos 50 pontos, que separa a confiança da falta de confiança. Na comparação com fevereiro de 2016, o Índice subiu 16 pontos, informa a pesquisa divulgada nesta quinta-feira (16) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Foi o segundo mês consecutivo em que o ICEI ficou acima dos 50 pontos. A confiança é maior nas grandes empresas, segmento em que o índice alcançou 55,5 pontos. Os indicadores da pesquisa variam de zero a cem pontos, quando ficam acima de 50 pontos mostram empresários confiantes.

A recuperação da confiança, observa a CNI, é resultado, especialmente, da melhora das perspectivas dos empresários sobre a situação das empresas e da economia nos próximos seis meses. O indicador de expectativas em relação à situação das empresas atingiu 59,4 pontos, o maior valor desde outubro de 2016. O indicador de previsões para o desempenho da economia subiu para 53,7 pontos neste mês. 

A pesquisa mostra ainda que os empresários ainda não recuperaram, por completo, a confiança no desempenho atual da economia e das empresas. "Mas a falta de confiança está menos intensa e menos disseminada. Os empresários percebem que o pior ficou para trás", diz o economista da CNI, Marcelo Azevedo. O índice de condições atuais ficou em 44,7 pontos neste mês, abaixo dos 50 pontos. Mas está 3,5 pontos acima do registrado em  janeiro e 15,8 pontos maior do que o de fevereiro de 2016. 

"A melhora da confiança é disseminada entre todos os setores das indústrias extrativa, de transformação e da construção", informa a pesquisa. Neste mês, o ICEI ficou abaixo dos 50 pontos em apenas sete dos 32 setores pesquisados. Em janeiro, faltava confiança (ICEI abaixo dos 50 pontos) em 21 setores.  

O ICEI é importante, pois antecipa tendências de produção e de investimento. Empresários confiantes acreditam no aumento do consumo e da produção, voltam a contratar a fazer investimentos, explica Azevedo. Com isso, a economia volta a crescer.

SAIBA MAIS - Acesse a página do Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) para conhecer todos os detalhes do estudo.

Por Verene Wolke
Da Agência CNI de Notícias

Leia mais

Países eficientes em saneamento básico têm ampla participação de companhias privadas, mostra estudo da CNI

ARTIGO: Maré favorável

Minirreforma e aperfeiçoamento da NR 12 são prioridades trabalhistas da indústria para 2017

Diminui o ritmo de queda na produção e no emprego na indústria

SISTEMA INDÚSTRIA NAS REDES SOCIAIS

CNI: SlideShare | YouTube | Flickr | Google Plus | Instagram | Facebook | Twitter | SoundCloud | LinkedIn
SESI: Facebook | YouTube | LinkedIn
SENAI: Facebook | Instagram | YouTube | Spotify | Twitter
IEL: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube | Snapchat | LinkedIn

Comentários