NOTÍCIAS

26 de Janeiro de 2017 às 13:36

A- A A+

Tecido tecnológico testado pelo SENAI CETIQT é destaque em programa da TV Globo

Capaz de controlar a temperatura do corpo, o tecido que está em em desenvolvimento foi apresentado ao público no programa É de Casa

A empresária Gloria Kalil e o apresentador Zeca Camargo
O tecido que esquenta quando faz frio e esfria quando faz calor foi apresentado no É de Casa
No último sábado (21), o SENAI CETIQT (Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil) foi destaque no programa “É de Casa”, da TV Globo. Na ocasião, foi apresentada uma amostra do tecido tecnológico capaz de controlar a temperatura do corpo por meio da incorporação de microcápsulas, contendo Materiais de Mudanças de Fase (PCMs). Nanocápsulas são aplicadas no tecido que pode ser utilizado para a produção de uniformes profissionais ou militares, por exemplo.

Segundo o coordenador de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do SENAI CETIQT, Ricardo Cecci, esses materiais produzem o chamado efeito de regulação térmica, resultante da absorção ou emissão de calor em resposta a qualquer mudança de temperatura ao redor do corpo humano. "Quando o corpo esquenta, o material de mudança de fase contido dentro da cápsula se liquefaz e absorve calor dando sensação de refrescância. Quando o corpo esfria, o material contido dentro da cápsula se solidifica e libera calor para o corpo, dando sensação de aquecimento", explicou.

As microcápsulas testadas foram desenvolvidas por uma fabricante dos Estados Unidos e as amostras de tecidos estão em desenvolvimento no SENAI CETIQT. A tecnologia já é utilizada nos Estados Unidos, Portugal, França e Alemanha.

SENAI CETIQT - Com infraestrutura exclusiva na América Latina, o SENAI CETIQT é capaz de criar e testar novas tecnologias em fibras e tecidos. Na Planta Piloto de Beneficiamento Têxtil, localizada na unidade do Riachuelo, no Rio de Janeiro, a peça acabada pode receber o tratamento com as microcápsulas por sistema de esgotamento ( Jet overflow ), ou no caso de tecido plano, por sistema de impregnação ( foulard ) e coating (KTF), neste caso, a fixação das microesferas no tecido se dá com uso de resina específica.

Outra possibilidade seria adicionar as microesferas no DNA da fibra pelo processo de melt spinning de polímeros. E foi pensando nisso que o SENAI CETIQT adquiriu recentemente um novo sistema de fiação bicomponente, único no país, que irá compor a nova Planta Piloto de Fibras Químicas. Com este investimento, a instituição dará início a projetos de desenvolvimento de novos materiais têxteis e de novas aplicações, de maneira a atender os mais diversos setores da indústria, como: automobilístico, saúde, agricultura e construção civil. Esta máquina estará disponível para testes e desenvolvimento de novas fibras e têxteis técnicos com aplicaçõesde alto valor agregado.

O SENAI CETIQT também oferece uma estrutura adequada de ensino e metodologia avançada para que os alunos se formem com excelência. O objetivo da instituição é fazer com que o estudante aprenda na prática para, assim, formar profissionais qualificados para o mercado.

VEJA O VÍDEO - O tecido foi apresentado durante um bate-papo do apresentador Zeca Camargo com a empesária e consultora de moda Glória Kalil. Assista ao vídeo a partir de 10 minutos e 36 segundos.

Por Aline Parrini, do SENAI CETIQT
Foto: Reprodução / TV Globo
Para a Agência CNI de Notícias

SISTEMA INDÚSTRIA NAS REDES SOCIAIS

CNI: SlideShare | YouTube | Flickr | Google Plus | Instagram | Facebook | Twitter | SoundCloud | LinkedIn
SESI: Facebook | YouTube | LinkedIn
SENAI: Facebook | Instagram | YouTube | Spotify | Twitter
IEL: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube | Snapchat | LinkedIn

Comentários