NOTÍCIAS

13 de Novembro de 2016 às 21:46

A- A A+

Conheça os vencedores da Olimpíada do Conhecimento 2016

Selo OC2016 Após quatro dias de evento e provas desafiadoras, os 1.200 competidores de 26 unidades federativas conheceram, neste domingo (13), os nomes dos grandes vencedores da 9ª edição da Olimpíada do Conhecimento . O maior torneio de educação profissional das Américas reuniu alunos de todo o país, de 10 a 13 de novembro, em Brasília. Realizada a cada dois anos pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e pelo Serviço Social da Indústria (SESI) , a competição recebeu 118.754 visitantes em um espaço de 50 mil m².

Conheça os vencedores:


Construção e edificações

DESAFIO POR EQUIPE | CASA POPULAR INTELIGENTE
O desafio dos estudantes foi construir uma residência com baixo impacto ambiental. Eles tiveram três dias para executar o projeto de moradia para um casal em um terreno de 40m². O trabalho deveria contemplar aspectos como conforto, acessibilidade, reaproveitamento e redução do consumo de água e geração de energia elétrica com possibilidade de venda do excedente para a concessionária. Além disso, os custos com a construção não podiam ultrapassar R$ 50 mil.



Campeões do desafio casa popular inteligente
Alunos do DF venceram o desafio com casa-contêiner sustentável e móveis multifuncionais
1º lugar: Gabriel Borba Gomes, João Victor dos Anjos Oliveira, Jônatas Ferreira Teles, Kleder Gomes Fontinelle Filho, Nilvan de Souza Poeck, Saulo Rafael Gonçalves de Oliveira, Wanderson Teixeira de Oliveira (DF)

A casa-contêiner do time do DF tinha 40 m², valorizou a iluminação natural e a geração de energia com painéis fotovoltaicos, aproveitando o potencial solar de Brasília. Na moradia, também há um sistema de coleta de água da chuva. Os móveis – guarda-roupa, cama embutida suspensa, balcão, armário que vira escrivaninha, cadeira que vira uma caminha do tipo Moisés e uma mesa de centro que se transforma em mesa de jantar – foram produzidos com OSB (madeira reaproveitada) e caixas de suco, cujo interior se assemelha visualmente ao mármore. Além disso, foi desenvolvida uma porta com fechadura inteligente, que abre com senha.


2º lugar: Amanda de Jesus Rodrigues, Beatriz Klipel Farias, Breno Buzim Lopes, Bruno Pereira Rocha, Fabrício Santos Gonzaga, Iure Ferreira Catrinque, Patrick Kennedy Ribeiro Soares, Rafael Ribeiro Barbosa (ES)

3º lugar: Alex Batista De Castro, Djalma Mendonça De Santana, Felipe Samassa dos Santos, José Roberto Izidoro de Melo, Lucas Henrique de Oliveira, Luiz Oscar Aloise Peres Junior, Pedro Henrique Borges Martins e Samuel da Silva Dos Santos (RJ)

DESAFIOS INDIVIDUAIS
Eletricidade Predial:
O desafio era encontrar cinco erros num diagrama elétrico em uma hora e vinte minutos. Os competidores que identificassem os erros mais rapidamente venciam a prova.

1º lugar: Rafael Ziliarski (SC)
2º lugar: Jonatan Teles (DF)
3º lugar: Luiz Oscar (RJ)


Marcenaria:
Em uma hora e 20 minutos, os competidores tiveram de fabricar um rack para uma tevê de até 50 polegadas. Além da velocidade, foram considerados na avaliação a execução do produto conforme o projeto, a não geração de resíduos, o alinhamento de todas as partes do móvel e não ter qualquer danificação do material.

1º lugar: Gabriel Gomes (RO)
2º lugar: Patrick Soares (ES)
3º lugar: João Vitor de Oliveira (DF)

Construção em Alvenaria:
O desafio era construir uma churrasqueira com tijolo ecológico. Além da velocidade, os avaliadores consideraram a execução da obra conforme o projeto e o acabamento.

1º lugar: Abmael Araújo (RO)
2º lugar: Laura Zanotelli Lamera (SC)
3º lugar: Rafael Ribeiro Barbosa (ES)

Revestimento Cerâmico:
Os competidores tiveram de montar, em uma hora e vinte minutos, um mosaico do Congresso Nacional. Os requisitos avaliados nessa prova são velocidade, assentamento cerâmico conforme o projeto e qualidade e limpeza da obra.

1º lugar: Guilherme Dias (RS)
2º lugar: Letícia da Cruz (SC)
3º lugar: Gabriel Borba (DF)

Hidráulica:
O desafio consistia em montar, em uma hora, sistema de água de banheiro, em que o chuveiro precisava funcionar sem qualquer vazamento. Entre os critérios de avaliação, estavam a velocidade e a execução conforme o projeto.

1º lugar: Wesley da Silva (RO)
2º lugar: Breno Lopes (ES)
3º lugar: Matheus Costa (RS)


Tecnologias de Manufaturas e Engenharias

DESAFIO POR EQUIPE | CARRO CONCEITO COMPARTILHÁVEL
As equipes receberam R$ 50 mil para montarem um carro não poluente, movido à energia solar ou elétrica, que atinja velocidade de 40 km/h e tenha autonomia para percorrer distâncias curtas em centros urbanos. O carro compartilhável funcionará nos moldes das bicicletas de aluguel: ficando parado em uma estação à espera de alguém que precise utilizá-lo para ir ao trabalho, à escola ou a qualquer outro lugar.

Delegação SP - Carro Compartilhável
Equipe desenvolveu um veículo elétrico que pode ser ligado via tablet ou smartphone
1º lugar: Danilo Moessa Rodrigues, Gabriel Marques dos Santos, Guilherme Alborghetti, Guilherme Augusto de Oliveira, Marcos Iung Thomaz de Jesus Junior, Mateus Luis França Dezidério, Otávio Jordão de Souza Barbosa, Vinicius Silva Marques (SP)

Produzido com carenagem de fibra de carbono, o carro elétrico de dois motores foi personalizado em branco e preto. Atinge velocidade máxima de 45 km/h e tem autonomia para percorrer cerca de 50 km. Equipado com GPS, o carro da equipe paulista é ligado pelo tablet ou smartphone.



2º lugar: Danrlei Barbosa Becker, Gabriel Bamberg, Jorge Mateus Follmann Martins, Marcelo Augusto Timm, Mauricio Uecker Kostrzycki, Thales Fim, William Daronch das Chagas, Willian Werepkowski (RS)

3º lugar: Antonio Jaedson Soares Costa, Marcelo Glayson Eufrasio de Castro, Mateus Vinicius Lima Alexandre, Pedro Victor de Sousa Albuquerque, Saulo Vinicius Freitas Souza, Vinicius Sales da Silveira, Vinicius Silvino Marinho Magalhães, Walkerlan da Silva Rêgo (RN)


DESAFIOS INDIVIDUAIS

Eletrônica: Em uma hora, os competidores tiveram uma hora para soldar e montar uma placa eletrônica para controlar e realizar o funcionamento de uma máquina.

1º lugar: Gabriel Marques (SP)
2º lugar: Marcelo Sodoski (PR)
3º lugar: Matheus Oliveira (MG)

Controle Industrial: Os alunos foram desafiados a identificar cinco defeitos em um simulador de uma máquina elétrica em até uma hora. Para cada defeito identificado pelo aluno, uma lâmpada se acendia no simulador. O primeiro a acender as cinco lâmpadas venceu a competição.

1º lugar: Guilherme Augusto de Oliveira (SP)
2º lugar: William Daronch (RS)
3º lugar: Mateus Lima (RN)

Soldagem : Com uma máquina de solda, os competidores tinham de montar e soldar um quadro de bicicleta em, no máximo, uma hora. Os avaliadores levaram em consideração principalmente a qualidade da solda, sendo que o quadro deveria estar completamente soldado.

1º lugar: Jorge Martins (RS)
2º lugar: Max Felipe Silva (MG)
3º lugar: Jheniffer Silva (PR)

Polimecâmica: Neste desafio, os alunos deveriam montar uma estação de trabalho que simula a separação de materiais para coleta seletiva, como plásticos e metais. Para isso, eles tiveram uma hora para realizar as conexões pneumáticas necessárias e programar a estação para seu pleno funcionamento.

1º lugar: Marcos Iung Junior (SP)
2º lugar: Boanerges Júnior (MG)
3º lugar: Vinícius Marinho (RN)

Manutenção Industrial: Os competidores tiveram uma hora para realizar procedimentos de segurança e bloqueio, o alinhamento do eixo e o alinhamento das polias em uma máquina, utilizando equipamentos com tecnologia à laser e o tensionamento de correias em uma máquina.

1º lugar: Pedro Victor Albuquerque (RN)
2º lugar: Maurício Uecker (RS)
3º lugar: Mateus Dezidério (SP)

Usinagem CNC: Os competidores tiveram uma hora para programar e simular a fabricação de uma peça com base no projeto solicitado pelos organizadores da prova. Eles usaram um software simulador de uma máquina CNC (comando numérico computadorizado), para fabricar peças de forma automática.

1º lugar: Johnata dos Santos (PR)
2º lugar: Guilherme Alborghetti (SP)
3º lugar: Rodrigo Alves Magalhães (ES)


Transporte e Logística
DESAFIO POR EQUIPE | TUNING
Cada equipe recebeu R$ 25 mil para transformar o motor, a suspensão, o sistema de som e a aparência de seis Ford Ka novos, de motor 1.5 e 110 cavalos. Uma das metas era modificar a potência do motor, ampliando-a para pelo menos 120 cavalos. O processo de tuning ou customização do carro é feito por profissionais que conhecem técnicas de mecânica e pintura de automóveis.


Delegação Bahia
Projeto vencedor ultrapassou a exigência da prova: motor foi ampliado para 161 cavalos
1º lugar: Derick Nahuel Santos Piaggio Duarte, Diego Cerqueira Moreira Sena, Gladston de Carvalho Junior, Messias Cardim dos Santos (BA)

O carro vencedor atingiu a potência de 161 cavalos. A equipe baiana instalou uma placa solar no teto e fez pintura estilizada e adesivagem no capô e nas laterais, além de pintura personalizada das rodas e alteração na suspensão, deixando o veículo rebaixado.


2º lugar: Cacio Eduardo dos Santos Fonseca, Gabriel Ferreira Dos Santos, Gabriella Dos Santos Leal, João Matheus Strehl (PR)

3º lugar: Douglas Correa Coelho, Jhonatan Almeida Dill de Oliveira, Marcelo Lucas da Silva Garcia, Vithor Alexandre, Silveira Paquilin (RS)


DESAFIOS INDIVIDUAIS

Mecânica de Automóveis: Os alunos foram desafiados a encontrar cinco defeitos em um automóvel e corrigi-los em até uma hora. Para isso, foram disponibilizadas ferramentas manuais como chaves de boca fixa, chaves tipo fenda e phillips, alicates e instrumentos de medição para conserto do veículo.

1º lugar: Guilherme César (DF)
2º lugar: Vithor Paquilin (RS)
3º lugar: Derick Duarte (BA)

Pintura Automotiva: Em uma hora, os competidores tiveram de reparar riscos e defeitos de pintura na porta de um veículo com ferramentas manuais para polimento e tintas para pequenos reparos. Após o término desse tempo, o trabalho foi avaliado pelo público presente, que votou no melhor resultado.

1º lugar: Rodrigo Macário (DF)
2º lugar: Diego Sena (BA)
2º lugar: João Carlos Feitosa (CE)
3º lugar: Gabriel Ferreira (PR)


Engenharias Agrícolas e Pecuária
DESAFIO POR EQUIPE | PRODUTIVIDADE LEITEIRA
As cinco equipes precisaram apresentar soluções inovadoras para aumentar o conforto térmico dos animais, permitir o gerenciamento da propriedade pela Internet, desenhar um pastejo rotacionado, reaproveitar água e desenvolver métodos novos para detectar o cio dos animais. Estes são fatores que afetam diretamente a produtividade dos pastos brasileiros, que é sete vezes menor que a dos EUA.


IFMG Uberlândia
Equipe desenvolveu sistema de conforto término acionado automaticamente nos dias de calor
1º lugar: Andressa Vaz Vieira, Gabriel Ferreira Barcelos, Iris da Silva Porto, Marcos Antenor de Souza Morais, Maria Luiza Abrantes Silva, Nicolly Caroline Santos Delatorre (IFMG M6 Uberlândia )
Os vencedores desenharam uma área de recreação equipada com um chuveiro ativado por sensor de movimento. A equipe usou placas solares para gerar a energia necessária para acionar o chuveiro. O sistema permite o uso racional dos recursos, pois ele só é acionado em dias de sol e calor. A tecnologia também foi usada para monitorar a umidade do solo e o gerenciamento da propriedade, bem como comandos como irrigação, podem ser feitos pela internet.


2º lugar: Anderson Donizet Rodrigues, Cristian Wellington Mariano, João Pedro Rosa Almeida, Lara Silva, Tainara Christina Guimarães, Wagner Felipe De Oliveira (IFMG M5 MEC)

3º lugar: Alvaro da Silva Mota, Joyce Spindola Bras, Leo Jaime Ribeiro dos Santos, Naicon Jean Camera Rech, Priscíla dos Santos Evangelista, Walyson Borges Rodrigues (IFB M1 MEC)


DESAFIOS INDIVIDUAIS

Agrimensura: Os competidores realizaram, em até uma hora e 30 minutos, o levantamento topográfico de uma área a ser utilizada em um pastejo rotacionado. Eles tinham à disposição caderneta convencional para atividades de campo, teodolito digital e software topográfico para os cálculos, para o levantamento de campo e para realização dos cálculos de escritório.

1º lugar: Lara Silva e Cristian Mariano (MG)
2º lugar: Matheus Martins e Marcos Antenor (MG)
3º lugar: Eliza Rodrigues e Vitor Souza (ES)

Irrigação: Em até 2 horas, os alunos foram desafiados a montar três sistemas de irrigação, com base no desenho técnico fornecido pelo avaliador. A dupla realizou a prova em duas etapas, divididas em escolha do material e montagem dos sistemas de irrigação.

1º lugar: Geraldo Scárdua e Guilherme Pancieri (ES)
2º lugar: Gabriel Ferreira e Íris Silva (MG)
3º lugar: Raicon Rech e Álvaro Mota (DF)

Inseminação Artificial em Bovinos: Os alunos tiveram até 1 hora para realizar a inseminação tendo, à sua disposição, um descongelador eletrônico de sêmen, água, termômetro, cortador de palheta, pinça, caderneta de campo, botijão de sêmen, régua para aferição do nível do nitrogênio, bainha descartável, aplicador de sêmen, camisa sanitária, luva de PVC punho longo, caneta ou lápis.

1º lugar: Andressa Vaz (MG)
2º lugar: Otávio Mapeli (ES)
3º lugar: Mateus Siqueira (DF)


Moda e Criatividade
DESAFIO POR EQUIPE | ROUPA MULTIFUNCIONAL
Os estudantes de tecnologia em moda tiveram de mostrar versatilidade e talento para desenvolver peças multifuncionais, coleções completas para uma família e também para cachorros. Tudo isso utilizando peças de roupas usadas – técnica chamada de “upcycling”.


1º lugar: Alane Maria Tibúrcio, Amanda Rafaela da Silva Santos, Fabiola Araujo, Francisco de Assis Alves da Silva, Moniz Fernanda Melo Gonçalves (PE)
A equipe vencedora investiu em peças funcionais, fabricadas com tecidos práticos e versáteis, como jeans, neoprene e ripstop, usado em roupas de surfista – todos eles secam rápido e não amassam. Os estudantes projetaram peças para uma família cosmopolita, que viaja e precisa ter à disposição itens versáteis e estilosos.


2º lugar: Adriele Angelica dos Santos, Deyvison Douglas dos Santos, Iane Paiva Lopes, Júlia Delphino Rodrigues, Talita de Oliveira Queiroz (MS)

3º lugar: Aldebaran de Assunção Lopes, Dayvison Leonard Cutrim Melo, Iara Maria Silva Sousa, Jean Sandes do Nascimento, Jose Willame Leite de Sousa Filho (MA)


DESAFIOS INDIVIDUAIS


Transformação: Os alunos foram desafiados a transformar uma calça jeans em outro produto em até uma hora. Para isso, eles deveriam utilizar o conceito de "upcycling".

1º lugar: Paula Silva de Freitas (RJ)
2º lugar: Stella Moreira de Souza (SC)
3º lugar: Jean Sandes do Nascimento (MA), Amanda Santos (PE) e Pedro Henrique de Oliveira (MG)

Customização: Os competidores tiveram uma hora para customizar um blazer, personalizando a roupa para um perfil de cliente hipotético definido por ele próprio. Eles tiveram à disposição máquinas de costura, adereços, botões e tecidos diversos, e acessórios de roupa para executar o trabalho.

1º lugar: Flávia Tampelli (RJ)
2º lugar: Ana Caroline dos Santos Souza (SC)
3º lugar: Maria Elisa Valadão (MG)


Serviços DESAFIO POR EQUIPE | FESTA SAUDÁVEL
A cada dia de competição, os competidores elaboraram alimentos para uma festa de 20 pessoas, com cardápio diferenciado para diabéticos, intolerantes a glúten e a lactose. Seis equipes, cada uma com seis integrantes, representaram os estados de Alagoas, Sergipe, Mato Grosso, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Delegação de Alagoas Festa Saudável
Equipe fez as melhores combinações com os ingredientes disponíveis
1º lugar: Alicia Gabriella da Silva Lins, Crisliane Beatriz de Lucena Silva, Edson Matias de Melo, Jose Douglas da Silva Santos, Juliana Alves da Silva, Paolla Mylla Monteiro da Silva (AL)

Os cardápios das melhores festas foram da equipe alagoana. Colocaram biomassa de banana verde, com alto teor de vitamina e proteína. Também usaram batata doce para preparar a massa de coxinha. A equipe foi a melhor avaliada nos critérios da prova que incluíam conhecer tecnicamente tipos de restrições alimentares, estar preparada para preparar combinações de acordo com os ingredientes disponíveis, além de preparar a decoração do ambiente.


2º lugar: Andressa Adriana de Barros Alves, Blenda Suilla Novaes da Silva, Leína da Silva, Lucas Iuri de Souza Barbosa, Sahara Vieira de Alencar, Sandi Maria da Silva Escobar (PE)

3º lugar: Gleyce Kelly Graça da Silva, Havanny Najara Lemos Santos, Laís Soares Nunes, Letícia do Carmo Santos, Rafael Santos Silva, Thais Sader de Melo (SE)


DESAFIOS INDIVIDUAIS

Panificação: Os competidores tiveram uma hora e meia para fazer uma escultura em massa com tema livre. Eles usaram habilidades como modelagem, pintura e colagem de massa. Os vencedores foram definidos por voto popular.

1º lugar: Leína Silva (PE)
2º lugar: Thiago Pereira (RN)
3º lugar: Samária Carey (MT)

Confeitaria: Em uma hora e meia, os seis competidores fizeram um bolo de casamento. O vencedor foi eleito por voto do público, que pôde ver de perto os alunos fazendo as receitas. Para isso, os alunos utilizaram a criatividade para escolher entre diferentes técnicas, como pasta americana e glacê real.

1º lugar: Douglas Santos (AL)
2º lugar: Ítalo Vicente (RN) e Sandi Escobar (PE)
3º lugar: Gleyce Kelly (SE)

Tecnologias da Informação e Comunicação DESAFIO POR EQUIPE | SOLUÇÕES SUSTENTÁVEIS EM TI
A tarefa, que teve duração de, no máximo, 20 horas, consistiu em produzir aplicativos acessíveis em site na Internet e em sistemas Android e iOS, com foco em sustentabilidade social, econômica e ambiental para consumidores ou empresas. No torneio, os alunos receberam um desafio adicional: colocar o aplicativo em uma plataforma bilíngue, em português e francês. O projeto deve ter um custo máximo de R$ 35 mil.

Delegação Alagoas - TI
Aplicativo desenvolvido pelos competidores permite troca de peças de aparelhos eletrônicos
1º lugar: Adeildo Nepomuceno Marques Neto, João Vitor do Nascimento Oliveira, José Roberto Barbosa Filho, Murilo Nascimento dos Santos (AL)

Eles criaram um aplicativo que permite o reaproveitamento de resíduos eletrônicos por meio do comércio ou troca de componentes eletrônicos de aparelhos quebrados. O usuário, por exemplo, que tiver um celular com a tela quebrada, pode anunciar no aplicativo que tem disponível os demais componentes do aparelho para interessados em comprar ou trocar por outras peças.



2º lugar: Andrew Malta Silva, Diovanna Caroline Schell, Edenilson Gonçalves, Gabriel Vassoler (SC)

3º lugar: Daniel Carlos Sant' Anna Pereira, Higor Soares da Silva, Leticia Bento Soares de Jesus, Lucas Saraiva Alcântara (RJ)

DESAFIOS INDIVIDUAIS

Gestão de Redes:
Os alunos tiveram uma hora para montar e configurar uma rede wireless (sem fio), com total segurança, e capturar em vídeo imagens do público que acompanhava o desafio. A velocidade era importante, mas era preciso também atender os parâmetros técnicos exigidos.

1º lugar: Igor Soares (RJ)
2º lugar: Leandro Moreira (PR)
3º lugar: Murilo Nascimento (AL)

Webdesign: O desafio era reformular o layout do site do Hemocentro de Brasília. O vencedor foi o melhor na visão do público, em votação popular.

1º lugar: Carlos Eduardo Almeida (PR)
2º lugar: Letícia de Jesus (RJ)
3º lugar: André Tomaz (RO)

Solução de Software: Os competidores tiveram de desenvolver um game em uma hora. O vencedor foi o melhor na visão do público, em votação popular.

1º lugar: Gustavo Cavalcante (PR)
2º lugar: Gabriel Vassoler (SC)
3º lugar: João Vitor Oliveira (AL).


Inova SENAI
Criado com objetivo principal de desenvolver a capacidade empreendedora e a inovação, o Inova SENAI promove projetos elaborados por alunos, professores, consultores e técnicos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI). Durante a Olimpíada do Conhecimento 2016, 30 projetos finalistas ficaram expostos ao público.

Foram premiados os três primeiros lugares nas categorias de produtos e de processos inovadores julgados por uma banca de especialistas em negócios e inovação. Foi também premiado o projeto preferido segundo votação popular. Os integrantes das equipes vencedoras receberão notebooks e tablets, além de R$ 2 mil e um curso técnico. Abaixo, conheça um pouco dos projetos vencedores.

Inova SENAI TPE S
Equipe desenvolveu produtos a partir de resíduos da raspagem de pneu
Produto inovador
1º lugar: Incorporação de Pó de Pneu em Elastômero Termoplástico (SENAI RS)
O TPE-S (elastômero termoplástico Butadieno-Estireno) foi incorporado ao pó de pneu, que é um resíduo proveniente do processo de raspagem de pneu, que pode ser utilizado nas indústrias de transformação de plástico que desejam um produto sustentável, economicamente viável e com propriedades similares aos TPE-S comerciais.

2º lugar: Muleta Dobrável "Simple Easy", com amortecimento e apoio axilar ergonômico (SENAI SP)

3º lugar: Sorvete de Azeite de Oliva Extra Virgem (SENAI SC)

Inova SENAI costura
Produto permite a inclusão de pessoas com deficiência no setor têxtil
Processo inovador
1º lugar: Acelerador Manual para Máquina de Costura Industrial Mecânica (SENAI MG)
O acelerador manual para máquina de costura industrial mecânica possibilita o controle da máquina por meio do antebraço. Dispositivo de baixo custo que permite a inclusão de pessoas com deficiência no setor têxtil. O produto também é uma alternativa para melhoria de processos existentes no meio industrial, aprimorando a ergonomia do trabalhador que costura de pé.

2º lugar: Filtro Cell (SENAI SP)

3º lugar: Bio Fitch - Filtro Biológico (SENAI PR)

Voto popular: Muleta Dobrável "Simple Easy", com amortecimento e apoio axilar ergonômico (SENAI SP)


SAEP

Técnico em Segurança no Trabalho
1º lugar: Daniel Hall de Santana Barreto (BA)
2º lugar: Daniel Ferreira Silva (PE)
3º lugar: Marco Tulio Santana de oliveira (MG)

Técnico em Edificações
1º lugar: Milton Rodrigues Alves Bittencourt (PR)
2º lugar: Vitor Camilo Vera (SP)
3º lugar: Cícero Augusto Simão (SC)

Técnico em Eletrotécnica
1º lugar: Pedro Henrique Barboza (SP)
2º lugar: Jonatan Remos Rampanelli (SC)
3º lugar: Luiz Arnaldo Cassel (MS)

Técnico em Logística
1º lugar: Gustavo Avelar Cabral (SC)
2º lugar: Gabriel Silva dos Santos Silva (RJ)
3º lugar: Igor Gregório Prati (ES)

Técnico em Mecânica
1º lugar: Daniel Francisco Dallavale Júnior (PR)
2º lugar: Jardel Batista Pereira de Souza (MG)
3º lugar: Altair de Almeida Vargas Júnior (RJ)

Categoria Pessoas Com Deficiência (PCD)

Padeiro
1º lugar - Rodrigo Barbosa Barrel (AL); João Antônio Sousa Leite (MA); Marina Aldenaiza da Silva (MT)

2º lugar - Juliana Karen do Nascimento Barros (AL); Jaqueline Rocha Lima (SP)

3º lugar - Licio Victor da Silva (AL); Sandra Regina dos Santos (GO); Victor Almeida dos Reis (PA)

Costureiro Industrial
1º lugar - Giseli Silvestre Palodeti (PR)
2º lugar - Marinete Martinelle (ES)
3º lugar - Aginaldo José Cardoso (SC)

Operador de Microcomputador
1º lugar - Marcos da Silva Vieira (DF)
2º lugar - Willer Bertoldo Lins (AL)
3º lugar - Igor Pontes Medeiros (MA)



Por Ariadne Sakkis, Daniele Sousa e Silva, Diego Abreu, Isabel Sobral, Maria José Rodrigues e Marina Severino
Fotos: Sergio Dutti e Sérgio Lima
Artes: Daniel Castro
Da Agência CNI de Notícias


Leia mais

  • Nenhuma notícia relacionada
  • SISTEMA INDÚSTRIA NAS REDES SOCIAIS

    CNI: SlideShare | YouTube | Flickr | Google Plus | Instagram | Facebook | Twitter | SoundCloud | LinkedIn
    SESI: Facebook | YouTube | LinkedIn
    SENAI: Facebook | Instagram | YouTube | Spotify | Twitter
    IEL: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube | Snapchat | LinkedIn

    Comentários