NOTÍCIAS

16 de Setembro de 2013 às 10:36

A- A A+

Vídeos do SESI ajudarão a prevenir acidentes em construtoras dos países das Américas

Arte vídeos A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgará em 14 países das Américas os vídeos com orientações sobre segurança e saúde produzidos pelo Serviço Social da Indústria (SESI) para o setor da construção. Na coletânea 100% Seguro, com legendas em inglês e espanhol, empresas e trabalhadores encontram orientações sobre como usar equipamentos de proteção individual, como evitar choques elétricos e cuidados para o trabalho em altura. Os vídeos estarão disponíveis nos canais institucionais da OMS na internet e no Portal da Indústria .

A estimativa da OMS é que o setor da construção empregue cerca de 486 milhões de trabalhadores no continente americano. De acordo com Julietta Rodríguez, conselheira Regional para Saúde de Trabalhadores e Consumidores da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), entidade ligada à OMS, os vídeos do SESI são inovadores e importantes para capacitar trabalhadores de forma acessível e simples.

Segundo ela, a ideia é divulgar os vídeos nas redes sociais e para entidades parceiras da OMS nos países das Américas. “Como estarão na internet, trabalhadores de praticamente todos os países do mundo poderão ser beneficiados”, ressalta. Ouça o que ela disse ao Portal da Indústria (em espanhol):




A coletânea de 100 vídeos de segurança e saúde no trabalho, produzida pelo SESI, foi lançada em abril e integra o Programa Nacional de Segurança e Saúde no Trabalho para a Indústria da Construção, uma parceria entre o SESI, a Confederação Nacional da Indústria (CNI), a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), os Sindicatos da Indústria da Construção Civil (Sinduscons) e o Serviço Social da Construção Civil (Seconci).

Assista abaixo a um dos vídeos da coletânea 100% Seguro, com legenda em espanhol:


CENTRO COLABORADOR – Em 2012, o SESI foi redesignado como Centro Colaborador da OMS em Segurança e Saúde no Trabalho. No mundo, existem 60 centros colaboradores. No Brasil, além do SESI, a Fundacentro – entidade ligada ao Ministério do Trabalho e Emprego que realiza pesquisas e estudos na área de segurança e saúde no trabalho – também integra essa rede.

De acordo com A especialista em desenvolvimento industrial do SESI, Sylvia Yano, a chancela da OMS é importante, pois reconhece o papel da instituição na área de segurança e saúde no trabalho. “A maioria dos centros colaboradores são entidades ligadas ao governo e poucas, como o SESI, integram a iniciativa privada”, diz.

Segundo Sylvia, esse credenciamento, reconhece a capacidade técnica das instituições em contribuir com estudos, pesquisas e análises em relação ao tema segurança e saúde no trabalho. “Além disso, ao integrar esse seleto grupo, o SESI troca informações com entidades que são referências mundiais no assunto e permite atualização rápida e constante nos serviços prestados às indústrias brasileiras”, afirma Sylvia.

Confira algumas dicas dos vídeos 100% Seguros para o setor construção



SAIBA MAIS - Conheça um pouco mais das ações do SESI em Segurança e Saúde no Trabalho. Acesse o site!

Por Maria José Rodrigues
Do Portal da Indústria

Leia mais

  • Nenhuma notícia relacionada
  • SISTEMA INDÚSTRIA NAS REDES SOCIAIS

    CNI: SlideShare | YouTube | Flickr | Google Plus | Instagram | Facebook | Twitter | SoundCloud | LinkedIn
    SESI: Facebook | YouTube | LinkedIn
    SENAI: Facebook | Instagram | YouTube | Spotify | Twitter
    IEL: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube | Snapchat | LinkedIn

    Comentários