NOTÍCIAS

6 de Agosto de 2012 às 21:04

A- A A+

Samaúma II chega ao rio Amazonas

Depois de 16 meses em construção no Estaleiro Alumínio Aplicado, no Distrito Industrial, o barco-escola Samaúma II, do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Amazonas), finalmente foi apresentado às águas do rio Amazonas. O grande momento, acompanhado pelo presidente do Sistema FIEAM, empresário Antonio Silva, aconteceu domingo (5), por volta das 14h. O barco, pesando 250 toneladas, deslizou em direção ao rio e deve passar por mais quatro meses para a conclusão da fase de acabamento.

 

Antonio Silva, acompanhado do diretor regional do SENAI Amazonas, Aldemurpe Barros, disse que a grande diferença em relação ao pioneiro Samaúma, em atividade desde 1979, é que o novo barco será uma referência em sustentabilidade ecológica.

 

“O Samaúma II reforçará a ação iniciada pela primeira unidade fluvial da Rede SENAI. Além da educação profissional, temos o compromisso de disseminar a consciência de preservação e responsabilidade ambiental à população que vive à margem dos rios de nossa Região”, disse Antonio Silva, ressaltado que as atividades desenvolvidas dentro do barco-escola serão exemplos para os alunos quanto à redução de resíduos, economia de energia, recursos naturais e cuidados com a natureza.

 

O barco terá energia renovável a partir do uso de placas fotovoltaicas, suficientes para gerar mais de 14 mil watts e acionar o sistema de iluminação das salas de aula, laboratórios, camarotes e áreas de lazer da embarcação.

 

A unidade fluvial foi financiada pelo Departamento Nacional do SENAI, ao custo de cerca de R$ 9 milhões. Desde o início, o Samaúma II foi projetado para ser um modelo de “barco verde”.  Além da energia solar, terá uma estação de tratamento de efluentes onde serão tratados líquidos das três redes geradas no barco. 

 

O novo barco do SENAI Amazonas tem previsão para entrar em atividade em 2013. O barco vem reforçar o trabalho realizado há 33 anos na região pelo barco-escola Samaúma. Nesse período, 57 municípios ribeirinhos dos Estados do Amazonas e também do Pará, Roraima e Acre, receberam a oferta de 16 cursos de qualificação nas áreas de informática, eletricidade, mecânica, construção civil, marcenaria, alimentos, confecção do vestuário e empreendedorismo, entre outros. No total, 44.041 alunos já foram qualificados nesses municípios.

 

A instituição estima promover a certificação de 14 mil alunos nos próximos cinco anos, promovendo o acesso à educação profissional para a população distante dos centros econômicos das capitais da Região Norte. A construção do Samaúma II está em plena sintonia com as diretrizes do SENAI Nacional que prevê a ampliação da capacitação profissional até 2014.

 

“A iniciativa visa a sustentabilidades dos cidadãos que moram nos municípios atendidos pelo barco-escola, formando profissionais de acordo com o potencial econômico das cidades aportadas. Essa nova unidade fluvial permitirá que seja duplicada a atuação da instituição em todos os municípios ribeirinhos periféricos de nosso Estado, lembrando que o Samaúma II não será apenas do SENAI Amazonas e sim da Amazônia”, declara Aldemurpe.

SISTEMA INDÚSTRIA NAS REDES SOCIAIS

CNI: SlideShare | YouTube | Flickr | Google Plus | Instagram | Facebook | Twitter | SoundCloud | LinkedIn
SESI: Facebook | YouTube | LinkedIn
SENAI: Facebook | Instagram | YouTube | Spotify | Twitter
IEL: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube | Snapchat | LinkedIn

Comentários