NOTÍCIAS

2 de Agosto de 2012 às 17:09

A- A A+

CIN apresenta Projeto Setorial Eletroeletrônicos para internacionalização das empresas do segmento

Agência Brasileira de Promoção de Exportação e Investimentos (Apex-Brasil), Federações das Indústrias e o Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos e Similares do Vale da Eletrônica (Sindvel) viabilizam parceria com vistas ao Projeto Setorial Integrado Eletroeletrônicos Brasil (PSI). Na terça-feira, representantes das instituições reuniram-se com empresários locais na Federação das Indústrias do Estado do Amazonas, com o suporte do Centro Internacional de Negócios (CIN Amazonas), para detalhar o projeto.

O PSI, desenvolvido pelo Sindvel e Apex-Brasil, está na sua 4ª edição com a proposta de formar grupos de empresários que desejam iniciar ou aumentar negócios no mercado internacional.

A gerente e o gestor do projeto, Daniela Saccardo e Richard Sabah, explicam as ações e benefícios para as empresas associadas. A iniciativa visa abrir novos mercados, consolidar e ampliar a atuação de empresas brasileiras nos mercados tradicionais.

Segundo Daniela, o PSI viabiliza o fluxo de informações e capacitação para que o micro e pequeno empresário observe a importação como uma oportunidade de negócio.

“O Projeto Setorial torna mais acessível a participação das empresas em feiras no exterior, rodadas de negócios em países estratégicos e em missões internacionais. O importante é que a indústria interessada tenha um produto para a exportação e que esteja inserida entre as verticais de fabricação que trabalhamos que são: energia, automação, radiodifusão, telecomunicação, informática, segurança e eletromédico”, explica Daniela Saccardo.

O gerente comercial da Indústria de Transformadores Amazonas (Itam), Nélio Rivoredo Jr, foi ao encontro com o propósito adquirir conhecimentos que o auxilie tornar a atuação esporádica da empresa no mercado internacional uma atividade integrada ao processo produtivo e estratégico do negócio da Itam.

“Há cinco anos a Itam tenta escoar o estoque excedente para países estrangeiros. Ampliamos nossa capacidade de produção e temos expectativa de vender transformadores com tecnologia de ponta para clientes do exterior”, diz Rivoredo, destacando que é na estrutura industrial da entidade de classe FIEAM que tem o alicerce para obter orientação e formação sobre potencial do mercado de clientes internacionais.

Richard Sabah lembra que a empresa participante do projeto possui inúmeras vantagens e baixos investimentos, entre eles a mensalidade de R$ 350,00 e, quando participar de missões, arcar com o valor do pacote de viagem. Para fazer parte do Projeto Setorial Integrado Eletroeletrônicos Brasil, os interessados devem procurar a Unidade de Atendimento da Apex-Brasil no CIN Amazonas, localizada na sede da FIEAM, Avenida Joaquim Nabuco, 1919, Centro, (092) 3631-0899. Mais informações pelos e-mails daniela@sindvel.com.br e exportação@sindvel.com.br   

 

SISTEMA INDÚSTRIA NAS REDES SOCIAIS

CNI: SlideShare | YouTube | Flickr | Google Plus | Instagram | Facebook | Twitter | SoundCloud | LinkedIn
SESI: Facebook | YouTube | LinkedIn
SENAI: Facebook | Instagram | YouTube | Spotify | Twitter
IEL: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube | Snapchat | LinkedIn

Comentários